Universidades do Rio passam a contar com o apoio do fundo Rio Endowment

O fundo não tem fins lucrativos e será operacionalizado por voluntários, que farão a captação e o investimento dos recursos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O ensino superior público fluminense passa a contar, a partir desta quarta-feira (5), com o Rio Endowment, fundo patrimonial sem fins lucrativos destinado ao investimento na qualificação das universidades públicas do Estado. O fundo será operacionalizado por meio de doações que serão aplicadas em fundos de renda fixa – modalidade pouco sensível às flutuações do mercado.

As doações serão feitas via Pix, sem um valor mínimo estipulado. Os estudantes universitários terão acesso ao dinheiro por meio de editais, que devem ser abertos a partir de abril de 2024, de acordo com o presidente do Rio Endowment, Thomas Ramirez, segundo o qual o valor dos editais deve variar, entre R$ 20.000 e R$ 40.000.

“Hoje nós temos um comitê de investimentos. Nos baseamos muito em renda fixa. Outras iniciativas de endowment já investem em renda fixa, com CDI previamente declarado. Mantemos a linha para não entrar em riscos muito elevados para garantir a confiança e a perenidade do fundo”, explicou Ramirez em entrevista concedida ao Poder 360.

Luca Castelhano, um dos fundadores da entidade, explicou ao jornal, a lógica de funcionamento do fundo, que valoriza a participação dos doadores, independentemente do valor doado.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

“Não só quem tem R$ 1 milhão, R$ 2 milhões. Pode ser R$ 15, R$ 10. A gente vai ter um montante muito maior num fundo. Vamos dizer R$ 10 milhões para facilitar a conta. Esse dinheiro rendendo 10% líquido ao ano, vai gerar R$ 1 milhão para você investir em uma biblioteca por ano. Você eterniza o dinheiro e consegue elevar a qualidade da infraestrutura educacional,” disse o representante da Rio Endowment, cujos profissionais são todos voluntários.

A entidade prevê ainda a execução de iniciativas, como serviços de assinatura, através do qual o participante contribui mensalmente com uma quantia via fatura do cartão de crédito. Os criadores do Rio Endowment também planejam realizar promoção de eventos e aulas com profissionais do mercado, com ingressos a R$ 25,00. O total arrecadado será direcionado ao fundo.

Para aumentar a confiabilidade da iniciativa, os fundadores do fundo pretendem fazer uma prestação de contas trimestral de todos os recursos doados. No balanço enviado aos doadores constarão informações sobre o dinheiro investido, rendimento e destinação. Eles destacaram ainda que parte dos recursos doados podem ser destinados ao pagamento de custos operacionais.

Luca Castellano explicou ao Poder 360 que, na fase inicial, os doadores não poderão escolher a instituição ou o projeto que desejam financiar, tarefa que caberá aos fundadores do Rio Endowment. Ele ressaltou, no entanto, que “a ideia é que no futuro próximo, a gente possa dar o poder de escolha para o doador. Mas hoje a gente aloca o recurso de acordo com a maneira que a gente acha que cabe.”

Instituições como: Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rural Rio de Janeiro (UFRRJ) e Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) poderão ser beneficiadas pelo projeto.

Mais informações pelo Instagram: @rioendowment.

As informações são do Poder 360.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Universidades do Rio passam a contar com o apoio do fundo Rio Endowment

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui