Veja os bairros do Rio que mais sofrem com os furtos de cabos

Levantamento da Light mostra que ação criminosa cresceu 24%, deixando mais de 108 mil pessoas sem energia nos primeiros oito meses do ano

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução Internet/ Anderson Coelho

Delito que se tornou um drama para as autoridades e a população carioca, o furto de cabos da rede subterrânea aumentou 24% no comparativo entre janeiro a agosto de 2022 e 2023, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Neste ano, a Light registrou 264 ocorrências que deixaram mais de 108 mil pessoas sem luz por um tempo médio de 2 horas. Ano passado, foram 213 casos. A companhia já gastou R? 1,4 milhão de reais para recompor quase 9 mil metros de cabo de cobre furtados.

No ranking dos bairros com maior incidência, Tijuca, na Zona Norte, aparece com 93 ocorrências, seguido por Barra da Tijuca, com 76 casos, e Recreio dos Bandeirantes com 43 registros, na Zona Oeste – a região, inclusive, concentra os casos mais alarmantes. No último trimestre, ocorreram furtos de cabos entre Barra e Recreio, mais precisamente no cruzamento da Avenida Embaixador Abelardo Bueno com Avenida Salvador Allende, próximo à estação do BRT Morro do Outeiro e Avenida das Américas, próximo ao BRT Guiomar Novaes.

Diante desse cenário, Light vem buscando alternativas para combater os furtos. Uma das soluções é a substituição da matéria prima dos cabos, trocando cobre por alumínio, que tem menor valor comercial.

Advertisement

Além disso, proteção mecânica para evitar o acesso de terceiros aos ativos da empresa; tampas antifurto e ainda cordoalhas de aço cujo processo de produção, por soldagem em escala atômica, dificulta a separação entre cobre e aço inviabilizando a comercialização”, destaca Leonardo Bersot, gerente de Operação e Manutenção das Redes Subterrâneas da Light.

Prejuízos para a população

Além dos prejuízos financeiros causados à companhia por esse tipo de ação criminosa, existe o risco que práticas como essa podem causar às pessoas. “Dos mais de 100 mil clientes afetados, temos dependentes de energia elétrica para suporte à vida, seja pelo tratamento médico ou equipamentos que demandam o uso constante de eletricidade. O furto de cabos já deixou empresas, escolas, repartições públicas, shopping centers e até unidades de saúde sem luz”, ressalta Bersot.

Veja os 10 bairros que mais tem sofrido com o furto de cabos

unnamed 5 Veja os bairros do Rio que mais sofrem com os furtos de cabos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Veja os bairros do Rio que mais sofrem com os furtos de cabos
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui