O Bruno Sereno, leitor assíduo do Diário, mandou ontem um email comentando da venda de ingressos para o Sambódromo. Seriam apenas 12.190 por dia para as arquibancadas, o que é realmente muito pouco.

Panoramica da Sapucaí

Além destes ingressos mais 10.000 são vendidos para os setores populares e, de acordo com Sereno, 2 mil ingressos foram dados para promoção de uma empresa. O que seria quase 20% dos ingressos colocados a venda, fora que deve haver outros;

Vale lembrar, que de acordo com a Wikipedia, o Sambódromo teria capacidade para 88.500 ingressos. Ou seja, tá faltando ingresso aí…

 

O Sidney Rezende faz uma defesa do sistema de vendas da LIESA e concordo com ele, se há muita procura é claro que haverá quem fique de fora. O que não se explica, entretanto, é ver vários sites por aí vendendo ingressos para o Sambódromo.

 

Discordo totalmente de Rezende também quando diz que a venda pela internet retiraria o acesso de milhões de pessoas que gostariam de comprar. Não acho, até porque quem não tem acesso a internet hoje seriam os que comprariam para o setor popular.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui