Foto: Reprodução/Internet

Devido à superlotação das barcas que atuam na travessia entre os municípios do Rio e Niterói, além da Ilha de Paquetá, o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do RJ (Alerj), deputado Jair Bittencourt (PP), enviou um ofício ao governador em exercício, Cláudio Castro, para que sejam feitas fiscalizações nos horários de maior movimentação.

De acordo com Jair, é necessário que a concessionária que opera as barcas retorne com o número de embarcações e horários que vigoravam antes do isolamento social e das medidas restritivas decorrentes da pandemia do Coronavírus.

O deputado afirma, ainda, que, após as flexibilizações a nível estadual e municipal, 80% das atividades econômicas já foram retomadas. Com isso, o fluxo de pessoas também aumentou nas barcas, ficando insustentável a continuidade dos horários pré-isolamento social.

”É inadmissível o que estamos vendo nas barcas de Niterói e Paquetá. Lotação absurda, inclusive com passageiros sem assento, colocando em risco a saúde das pessoas, pois ainda não superamos a contaminação do Coronavírus”, diz Jair Bittencourt.

São muitas as queixas que chegam ao gabinete do parlamentar, e, no caso de Paquetá, as denúncias são até de falta de embarcação em determinados horários.

O deputado propõe que a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do RJ (Agetransp) realize inspeções nos horários das 07h às 11h e das 16h às 20h.

”As fiscalizações vão constatar a falta de respeito que os passageiros das barcas estão enfrentando diariamente. Já passou da hora do estado, através da Agetransp, agir. Precisamos restabelecer os horários, para maior segurança e tranquilidade de quem usa as barcas para Niterói e Paquetá”, conclui Bittencourt.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui