Violência no Rio cai na conta de Paes, aponta pesquisa Prefab

Embora segurança seja uma atribuição do estado, pesquisa do instituto Prefab Future para medir a intenção de votos para a prefeitura do Rio em 2024 mostra que cariocas consideram a pasta como problema da gestão Paes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Beth Santos

A primeira pesquisa do instituto Prefab Future para medir a intenção de votos para a prefeitura do Rio em 2024 quis saber também, em modelo espontâneo, qual o maior problema da gestão Eduardo Paes. Segundo os números da Prefab, os cariocas apontaram a Segurança (22,3%) como o principal desafio da gestão Paes, embora a pasta seja uma atribuição do estado. Em seguida, os cariocas apontaram a Saúde  (21,3%) e logo em seguida o Transporte Público (13%).

Os cariocas não fazem separação, não enxergam diferentes responsabilidades na questão da segurança”, avalia o diretor executivo de quantitativa da Prefab, Henrique Serra. “E o carioca não vê o prefeito Eduardo Paes como alguém que assuma possíveis ações para contribuir para a melhora do nível de segurança na cidade do Rio”, finaliza.

Para Mario Marques, consultor de marketing estratégico da Prefab, esse é um problema a ser enfrentado com mais vigor e com o mínimo de planejamento:

Governo do estado, governo federal e prefeitura precisam traçar um plano para conter a violência porque todos são sócios nesse problema”, diz Marques. “Já passou da hora de o governo do estado pedir intervenção federal e botar o estado do Rio, e principalmente, a cidade do Rio em ordem”.

Advertisement

Segundo a CEO do instituto, Thalita Assis, é preciso uma ação emergencial: “a Segurança Pública deveria ser a prioridade número 1 no estado do Rio de Janeiro. Sem a resolução desse problema, não há desenvolvimento, geração de emprego, vinda de novas empresas e indústrias para cá”.

O cientista político João Nonato diz que não há referência contra o crime: “diferentemente de São Paulo, onde o governador Tarcisio põe a cara, no Rio, os cariocas se sentem sozinhos”.

https://www.youtube.com/live/2H8DVWEypOg?feature=share

Eduardo Paes também foi avaliado. A pergunta é: Você aprova a gestão do prefeito Eduardo Paes?

  • NÃO: 47,3%
  • SIM: 42,4%
  • NÃO SABE: 8,3%
  • NÃO RESPONDERAM: 2%

A pesquisa Prefab Future fez 1.565 entrevistas entre 27 e 29 de março, com 2,5% de margem de erro e 95% de intervalo de confiança.

O instituto foi o único do Brasil que acertou a ida de Wilson Witzel ao segundo turno à frente de Eduardo Paes em 2018 e a vitória de Cláudio Castro em primeiro turno em 2022.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Violência no Rio cai na conta de Paes, aponta pesquisa Prefab
Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. Vamos lá, talvez as pessoas sejam ignorantes, resultado de não haver mais aulas de OSPB e Moral e Cívica; ou talvez as pessoas saibam o quanto o Dudu ajudou no projeto de implantação de UPP’s, pagando gratificações ao funcionario do estado com dinheiro, obvio, do municipio, e entupindo a favela de policiais enquanto as ruas ficaram abandonadas, basta ver o numero de policiais do 12 BPM (Niteroi e Marica) na gestão Beltrame. O nro caiu quase a metade!!!! tudo pelas Olimpíadas e Copa !!! e nessa sanha a criminalidade se alastrou pelo estado, tornando lugares tranquilos em abrigo de traficantes com fuzis.

  2. Eu sempre leio os comentários nas publicações do Eduardo Paes e é impressionante como tem gente que não entende qual é o papel do prefeito e do governador, muita gente cobra o Eduardo Paes por coisas que não é dele como metrô, trem, segurança pública. É por isso que o RJ ta nessa situação ai, não cobra quem é devido enquanto isso Claudio Castro fica tranquilo sem nenhuma pressão nas costas porque o fluminense acha que o prefeito do Rio é responsável pela segurança pública.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui