Visitas guiadas ao Palácio Tiradentes superam expectativas de organizadores

Com uma média de 100 pessoas ao dia, as vagas para as visitas já estão esgotadas até esta sexta-feira, feriado de Tiradentes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A presença do público nas visitas guiadas pelos salões do Palácio Tiradentes, sede histórica da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), superou as expectativas dos organizadores do evento, cuja volta às atividades aconteceu na última semana. Com uma média de 100 pessoas ao dia, as vagas das visitas guiadas já estão esgotadas até esta sexta-feira (21), feriado de Tiradentes.

O perfil dos visitantes é bastante eclético, vai desde alunos de escolas públicas e privadas a turistas nacionais e estrangeiros. Todos com interesse em conhecer os pontos turísticos da capital e a história da República, da qual o Rio de Janeiro sempre foi um importante protagonista.

Uma das participantes da visita, a secretária Renata Costa, ficou encantada com o rico patrimônio fluminense presente no Palácio. “Sempre tive vontade de vir aqui, e quando vi que a Alerj estava reabrindo o Palácio ao público, logo me inscrevi. Adorei ver a beleza da biblioteca e do plenário. Estou maravilhada”, disse.

A diretora do Departamento de Cultura da Alerj, Fernanda Figueiredo, destacou que a retomada das atividades no feriado de Tiradentes é um marco simbólico, já que a edificação corporifica a República.  

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

“É simbólico a gente abrir a visitação na semana do Feriado de Tiradentes, afinal é um marco republicano e o palácio simboliza a República. Acreditamos que todos podem e devem ter acesso a isso. E fazemos questão de realçar que a história continua acontecendo aqui”, disse Fernanda Figueiredo.

Os passeios, que acontecem sob a coordenação de Fernando Ebert, fazem com que os visitantes sejam transportados por várias temporalidades históricas através da interlocução entre curiosidades políticas, fatos históricos, detalhes arquitetônicos e artísticos. Uma das curiosidades contadas durante o passeio é a história do marceneiro que talhou os móveis da biblioteca e depois foi eleito deputado.

Na visita guiada, os participantes têm acesso informações sobre a riqueza do mobiliário do Palácio, afrescos e vitrais. Não ocasião também é possível conhecer locais, como: a biblioteca da instituição (com o seu acervo raro), o plenário Barbosa Lima Sobrinho, o restaurado salão nobre, as salas de imprensa e das comissões, além de uma exposição permanente, com duas belas maquetes nas quais é mostrado é espaço quando era a Cadeia Velha (como era chamado o prédio que antecedeu o palácio), e a sua versão atual.

A visitas ao Palácio Tiradentes devem ser agendadas previamente e acontecem de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, sob os cuidados de estagiários dos cursos de História, Ciências Sociais e Relações Internacionais. É possível ainda realizar o passeio em inglês. Os interessados em fazer uma vista guiada devem acessar:  cultura@alerj.rj.gov.br.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Visitas guiadas ao Palácio Tiradentes superam expectativas de organizadores

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui