Visite o Jardim Suspenso do Valongo

Jardim Suspenso do Valongo por Halley Pacheco de Oliveira

Com a revitalização da zona portuária do Rio do Janeiro, muitos lugares, antes esquecidos, se tornaram pontos turísticos. Um deles é o Jardim Suspenso do Valongo, localizado na subida do Morro da Conceição. O espaço – um amplo mirante e área de lazer – fica aberto de terça a domingo, das 10h às 18h.

O Jardim Suspenso do Valongo, inaugurado em 1906, foi um dos marcos da gestão Pereira Passos. Depois de anos fechado, foi reaberto em 2012. Com essa reabertura, o Jardim, que originalmente foi projetado pelo paisagista Luis Rey para embelezar a cidade e apagar as marcas da escravidão da região conhecida como Pequena África, passou a integrar a Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana.

Pao-do-Ouvidor

Antes ou depois de um passeio cultural, vale uma volta no shopping. E no Centro do rio, a melhor opção é o Paço do Ouvidor. Passa no Paço!

A inspiração para a criação do lugar, como em muitos outros pontos da Cidade Maravilhosa, veio da França. O local é uma réplica de parques franceses do século XIX. Os cariocas estão aproveitando bem. Nos últimos três meses, o projeto “Meu Porto Maravilha” (que consiste em visitas guiadas para o Museu de Arte do Rio, Praça Mauá, Espaço Porto Maravilha, Cais e Jardim Suspenso do Valongo) recebeu, 3.774 visitantes.

A área do Jardim Suspenso do Valongo abriga, também, em suas dependências a Casa da Guarda, que conta com uma exposição permanente com achados arqueológicos das escavações das obras do Porto, como talheres, jarros e objetos de higiene pessoal.

Serviço

Rua Camerino, s/n – Saúde, Centro
Terça a domingo, das 10h às 18h.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá Felipe, me chamo Helena Vianna. Sou arquiteta e urbanista e grande apreciadora do patrimônio histórico.
    Gostaria de informar que existe um erro sobre o estilo do jardim do Valongo. Ele não é Francês e sim Inglês.
    Jardins Franceses buscam a simetria, você percebe que não são “naturais” pois são muito perfeitos, um exemplo é a Praça Paris. Já o jardim Inglês tenta romper com essa rigidez do jardim Francês imitando a natureza, ao construir com argamassa estruturas que imitam pedras e madeiras. Seus desenhos são sinuosos e nunca simétricos, tentando dar, mesmo que artificialmente, um ar de natural ao jardim. Um exemplo é o Passeio Público.

    Espero ter contribuído.
    Att.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here