VLT: Quais foram os impactos no Centro do Rio?

Washington Fajardo, futuro secretário de Planejamento Urbano do Rio, não acredita que o VLT esteja ligado aos problemas que o Centro enfrenta

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Arquivo

O Veículo leve sobre trilhos (VLT) foi instalado no Centro do Rio de Janeiro, ligando a região ao aeroporto Santos Dumont e facilitando o acesso para quem quer ir para estações de trens, pontos de ônibus, além de teatros, museus e outros pontos do Rio que se tornaram mais acessíveis com o meio de transporte.

Além disso, outras características marcantes também se destacam no VLT: sem barulho e sem trânsito, a viagem do passageiro se torna ainda mais rápida. E ainda, a forma de pagamento é inédita no Rio de Janeiro, baseada na fiscalização e na orientação, sem um cobrador, propriamente dito. Cada passageiro paga sua passagem ao entrar e, ao longo da viagem, alguns fiscais apenas confirmam se o pagamento foi feito.

Em contraponto, muitas pessoas alegam que o VLT trouxe problemas para o Centro do Rio, afirmando que, após a instalação do sistema, boa parte do comércio fechou e vinculando ao meio de transporte esse tipo de problema.

Advertisement

Em entrevista ao DIÁRIO DO RIO, o futuro secretário de Planejamento Urbano do Rio, Washington Fajardo falou sobre o assunto. Ele destacou a proximidade do Centro do Rio com o aeroporto e com outros pontos importantes e que isso é uma importante vantagem do Rio.

Você chega ao Aeroporto Santos Dumont, faz uma caminhada e tem um VLT que te leva a Região Central, são poucos lugares no mundo que tem uma facilidade dessas”, ele elogiou.

O futuro secretário destacou ainda que não faz sentido vincular o meio de transporte aos problemas que o Centro tem enfrentado.

Isso não faz o menor sentido. […] o VLT te leva da rodoviária até a principal estação de trem da metrópole, ao aeroporto e até às barcas. Isso é uma vantagem fenomenal da região central do Rio de Janeiro. A pandemia bagunçou um pouco, mas o VLT não atrapalha, na verdade, ele aumenta o potencial dessa área”, ele explicou.

Fajardo ressaltou ainda que talvez seja preciso alguns rearranjos, mas afirma que “com o espaço público ordenado e bem tratado, o Rio tem um dos melhores centros históricos do planeta Terra”.

Além da questão do VLT, Washington Fajardo também abordou diversos temas sobre o ordenamento urbano do Rio. A entrevista completa está disponível no Facebook e no canal do YouTube do DIÁRIO DO RIO.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp VLT: Quais foram os impactos no Centro do Rio?
Advertisement

27 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia
    Na verdade a Cidade do Rio de Janeiro foi destruída pelo Modal BRT !
    Bairros divididos e “Tesourados” , Pardais (Estes sim com a função de arrumar dinheiro) em tudo que é lugar com Velocidades Médias de 40/50 Km/h, Poluição e ruído por onde passam, estações depredadas pelos lugares onde o Tráfico impera (são muitos lugares assim no RJ) , falta de segurança e acidentes.
    Há algum tempo atrás eu li que esse Modal foi desenhado PARA SER SOBRE TRILHOS e que os Grandes Empresários de ônibus “For$$aram” o BRT ao Invés de uma espécie de VLT, o resultado está aí é sempre o Povo pagador de Impostos, o Contribuinte que leva o fumo.

  2. A solução para a cidade é ramificar o metrô e o trem, qualquer outra coisa é engodo. Alguém vai falar sobre o valor da obra, mas não foi barato a construção das linhas do VLT, fora a perda de receita que esse elefante branco causou ao falir o comércio por onde passou. O BRT é outra porcaria que nos empurraram. Só acha bom quem não usa. Li comentários anteriores comparando o transporte do Rio com de países europeus, faça-me o favor… Tenho certeza que esse mora na zona sul pois o resto da cidade sofre com estas medidas populescas. Metrô e trem são soluções o resto é enganação.

    • Flávio, você não está falando coisas erradas, mas tem que levar em conta a situação do RJ. Entre a sua proposta e a realidade tem um estado falido e município falido. O Município pôs quase rosca na construção do VLT – o dinheiro grosso veio do governo federal e do investidor privado.

      Sobre as falências que ocorreram no centro por conta do atraso da construção do VLT, você tem razão.

      O VLT teve investimento de 1,1bi pra 25km, coisa assim. Isso dá 44 milhões por km – e contando com 32 trens na conta! Não dá pra construir quase nada de metrô, se duvidar, só a estação Gávea e o túnel já custarão isso. Gávea não é nem de longe uma estação com demanda extraordinária pro metrô do RJ.

      Depreciar o BRT só porque é ônibus articulado é bobagem. Reduziu muito o tempo de viagem de milhares entre a Zona Oeste e Norte. O mobiliário urbano tem que levar em conta a demanda e se temos dinheiro para pagar. Não conseguimos a estação Gávea. Como fazer a linha do BRT inteira com trilhos? Nunca irá.

      Temos de garantir um padrão de qualidade no equipamento de mobilidade urbana que já tem, que melhorou milênios após a copa/olimpíada. Expansões devem levar em conta demanda e o bolso do governo pra pagar.

    • VLT leva do nada ao lugar nenhum, são trechos pequenos e sem proveito pra quem trabalha, serve unicamente pra quem está passeando, além disso, a tarifa é muito alta, a única utilidade é o turismo e mesmo assim quem anda uma vez não quer repetir. O futuro secretário disse ““Você chega ao Aeroporto Santos Dumont, faz uma caminhada e tem um VLT que te leva a Região Central, são poucos lugares no mundo que tem uma facilidade dessas”” Ora bolas, esse cara nunca saiu do Brasil? Em TODO lugar do mundo é assim, na verdade, é muito melhor, pois os metrôs e trens no primeiro mundo são DENTRO dos aeroportos e rodoviárias, a gente não precisa andar. Eu peguei o VLT da cidade até o Santos Dumont e ele deixa bem longe, fora do estacionamento, achei ridículo, por que não foi até a porta do aeroporto????? Sabemos hoje muito bem que todas as obras foram realizadas à base de propina e os contratos possuem cláusulas que fazem a prefeitura pagar pelo prejuízo da empresa, o que é inacreditável, mas, repito, sabemos que foi feito com muito $$$$ na mão do prefeito. No último levantamento que li mais de 1000 lojas no centro da cidade fecharam e, obviamente, essa desgraça de tremzinho nunca vai recuperar. Fora outras medidas absurdas tomadas por secretários inexperientes e desqualificados como acabar com as linhas de ônibus no centro, fechar a Av. Rio Branco e por aí vai. Novamente, sabemos como essas questões eram resolvidas no governo Pae$, ou melho, do nervosinho. BRT nem vou comentar, é uma ABERRAÇÃO!!!!!!!!!!!!

  3. Bom dia! O VLT foi um obra boa e com a vitalização de uma parte do rio que precisava, mais agora o momento precisa e de uma vitalização em nossos hospitais e no obra de fachada a quantos tempo não se constroi uns bons hospital com boa estrutura para o povo brasileiro e não para turista e uma reforma nos que esta atuando em precária condições tipo Albert em Realendo que foi reformado para as Olimpíadas e Souza Aguiar um dos maiores da A.Latina Carlos Chagas e nao esquecendo o de Bonsusseso vamos esquecer um pouco o turista e agimar mais para nosso povo brasileiro . Ativa as clinica da família que o Ex prefeito Crivela acabou com todas elas reforçando as UPA retirando os Conteimes que é um gasto e cimento gasta se uma vez só

  4. Pra quem mora em Jacarepaguá ficou horrível, eles pra poderem dar mais passageiros pro vlt, retiram todas as linhas daqui, que iam pra Cinelândia, Lapa.. a 368 que é uma linha super importante, deveria voltar pra Santa Luzia.

  5. O VLT é um fracaso, só anda vazio e a empresa que administra o VLT, está esplorando os cofres públicos, e ainda acabou com o trânsito do centro da cidade, além de prejudicar os comércios da Cidade.

    • Foi feito á base de MUITA PROPINA, Eduardo Paes acabou com o centro do Rio, hoje está tudo fechado e acabado, qual comércio que aguenta 8 anos seguidos de obras na sua porta, impedindo os clientes de entrarem? Os pontos de ônibus são longe, idosos não conseguem andar, muitos escritórios, laboratórios e consultóros médicos fecharam, claro, vc até consegue chegar ao centro do Rio, mas não consegue sair sem ser obrigado a andar quilômetros. Nem os táxis gostam de ir até lá. Ah, mas tem metrô? Ora bolas, quem vai ao Saara , compra um monte de sacolas e pega metrô pra ir pra casa? A explicação é simples, os secretários de transportes do Dudu nunca andaram de ônibus, nunca saíram de seus condomínios fechados, eles absolutamente não entendem nada de transporte público, quem eram eles: Rafael Picciani (negociante de gado), Carlos Osório (jornalista amador e milionário), Julio Lopes (Bon vivant, dono de escola e político milionário)… Precisa dizer mais alguma coisa???????

  6. Olá. O VLT não é todo ruim, mas acho que poderia ter escolhido outra via, pois a Rio Branco ficou ainda mais engarrafada.
    A ligação com aeroporto galeão é outro ponto que ficou a desejar, não há uma forma rápida de sair e chegar nele. O projeto poderia ter previsto essa ligação e, assim, falhou feio.
    Se falam do comércio fechado na Av. Marechal Floriano, não acredito que o maior responsável seja o VLT porque ali já cambaleava há muito tempo, aliás precisa urgente de um plano de revitalização para o futuro.

    • O Galeão tem o BRT, que não é uma alternativa ruim a princípio. Basta ter segurança pro cliente. A junção com o metrô em Vicente de Carvalho dá a alternativa barata de chegar ao centro. Lembro que na Europa, se cobra suplemento de tarifa para chegar ao aeroporto – coisa que aqui não existe. Pelo preço que se cobra aqui, tá até bom!

      Galeão – Santos Dumont se resolveria com uma linha de barca bem espaçada, porque ela não se paga financeiramente, teria de ser por subsídio ou cobrando uma tarifa pesada.

      O VLT é um ótimo modal, o que faltava no RJ para costurar todos os modais. Essa é a função dele e a prefeitura tem que cumprir o mínimo das promessas que fez a ele: pagar as mensalidades! O resto do serviço, o VLT Carioca fará.

  7. A 3a obra viária mais cara do país, que liga o nada a coisa alguma. Um trenzinho que dá um rodopio no centro. Tem gente que apoia.

    Ao invés de pôr o VLT no lugar do BRT, fizeram essa gracinha típica de Eduardo Paes.

    • Isso não é verdade, o VLT veio para unir os modais do Rio de Janeiro, que por não ser uma cidade planejada, não conta com uma estação central com todos os modais concorrentes. VLTs são para isto mesmo – média capacidade e curtas distâncias. O que se poderia discutir é se deveria manter um padrão de serviço tão alto: poderia ser mais barato o investimento se tivessem feito escolhas mais modestas.

    • Ele ganhou muito dinheiro com isso, hoje sabemos que tudo foi feito na base da propina, as delações estão aí pra mostrar, aliás, quem foram os secretários de transporte do Paes? Rafael Picciani (negociante de gado), Carlos Osório (jornalista amador e milionário), Julio Lopes (Bon vivant, dono de escola e político milionário)… Precisa dizer mais alguma coisa???????

  8. fazemos desbloqueio dos canais premiere, telecine, hbo combate canais adultos e conmebol tv para assinantes de tv por assinatura de todo brasil e tambem reduzimos o valor da fatura
    só paga depois que o servico for feito
    whatsap 11.96742.5209

  9. Acabe com a mais caractrística avenida do centro do Rio, palco de inúmeros protestos da sociedade civil e ponha um VLT que quase ninguém usa. Seguiu a receita urabnistica do Barão Hausmman na Paris do séc. XIX.

      • Uma diferença gritante é que Hausmman construiu avenidas largas e grandes quarteirões, mas aqui no Rio os “arquitetos” de botequim pregam o contrário: estreitamento de ruas e alargamento de calçadas, tudo para causar engarrafamentos monumentais e impedir as pessoas de chegarem ao trabalho cedo.

  10. Amo o VLT carioca. Deixou a cidade com ares de cidade moderna e charme europeu, além de ser lindo o trem, é um passeio contemplativo e tanto. É o maior legado das Olímpiadas junto com a revitalização do Porto Maravilha. Antes os cariocas reclamavam que era uma vergonha os dois aeroportos do Rio não ter estação de metrô, agora temos a ligação com o VLT. É só pegar o VLT no Santos Dumont e descer na Carioca. Falta uma ligação para o Pão de Açúcar, o Trem do Corcovado e o Aeroporto Galeão. O Trem do Corcovado até tem a estação de metrô Largo do Machado, mas enfim. O que falta na minha opinião, é uma estação de VLT para a Lapa e uma estação de VLT nos arredores da Feira e do Campo de São Cristóvão. E aquele pedregulho e esqueleto que ficou abandonado em frente a Rodoviária onde seria o Porto Vida residencial deve ser demolido e pegarem aquele terreno que é gigante para fazerem um Shopping Center de grande porte, pois ajudaria na revitalização do local, daria continuidade ao processo de revitalização do Porto iniciado em 2016 e sem falar que seria um ponto de intenso movimento por estar colado ao lado da Rodoviária Novo Rio. Os turistas e cariocas desembarcando teriam mais segurança de andar no local, é uma pena que a porta de entrada no Rio para tanta gente seja um lugar tão feio, cheio de viadutos, escuro, cinza, feio. Nossa região central, como todo o Porto, Avenida Francisco Bicalho, São Cristóvão, Avenida Presidente Vargas, ficariam lindas se houvesse uma revitalização completa e contínua com shoppings, boulevards, comércios, condomínios residenciais, polos gastronômicos, mas parece que a iniciativa privada e o governo só investem na Zona Sul, é uma pena.

    • O BRT não é uma coisa ruim, só por ser ônibus. Basta garantir segurança ao cliente e bons intervalos. Um VLT pro aeroporto não se pagaria financeiramente. Na década de 2000, a Supervia sugeriu ao Gov. ERJ uma extensão do ramal Gramacho como uma bifurcação em Bonsucesso para o AIRJ. Naquela oportunidade, o Gov. ERJ rejeitou a proposta.

  11. Não concordo que o VLT, é que tenha trazido prejuízo para o centro do meu RIO DE JANEIRO, a crise é mto maior, política econômica, habitacional, milicianos no poder (habitações proliferam na Colonia Juliano Moreira, Muzema, etc), vereador, deputado, senador, presidente td familícia, mimimis, gado, mito, preocupados com reeleição, fortuna eterna garantida, clã no poder, MICHEQUE, Adriano, mãe do Adriano, assassino de vereadora e motorista, igrejas evangélicas parceiras, batismo no rio Jordão, PERDÃO, CLEMÊNCIA, MISERICÓRDIA, me poupe, que culpa tem o VLT.
    Cuide cada um da sua parte de forma honesta, é ñ me venha com churumelas.
    Em tempo, esses generais pançudos de pijama, deveriam ter vergonha de ficar levando cala boca em dinheiro e cargo, vão cuidar dos netos seus patéticos, já foram para a bola de ferro, para a reserva e ñ querem largar o osso. Isso ñ é patriotismo isso é sanguessuguismo.

    • Desculpe discordar, mas o VLT, assim como TODAS as obras do Rio do Eduardo Paes, vulgo nervosinho, foram feitas à base de propinas, leia a delação premiada do ex-secretprio de obras Alexandre Pinto, o esquema era grande e envolvia todo o governo, bem, basta vc procurar e ler. Ademais, é FATO que o VLT acabou com o centro do Rio, basta falar com os comerciantes e não ficar só lendo jornais tendenciosos e partidários, saia às ruas e converse com as pessoas que perderam tudo. Por acaso vc lembra quem foram os secretários de transporte do Dudu, vou refrescar a sua memória: Rafael Picciani (negociante de gado), Carlos Osório (jornalista amador e milionário), Julio Lopes (Bon vivant, dono de escola e político milionário)… Precisa dizer mais alguma coisa??? Seus ataques ao presidente da república são patéticos, não há um único caso de corrupção no governo até hoje, se vc souber poste aqui, falar do Flávio não tem nada a ver com o governo, ele não ocupa nenhum cargo público, nem ele nem os outros filhos do presidente, portanto, são ataques pessoais e ideológicos. Devo dizer que “rachadinha” TODO MUNDO na Alerj faz, sendo que o maior de todos os esquemas conhecidos o maior é do André Ceciliano, do PT. Na movimentação de valores do COAF, vc pode constatar, Flávio está bem longe das primeiras colocaçõe!!!!! E se cometeu crime, cadeia nele! Bem como em todos os demais, mas vai faltar cela em Bangú !!!!

  12. Governantes sempre tem boas respostas para justificar o injustificável. Ali se gastou um fortuna pra solucionar alo q poderia ter sido feito de forma a não prejudicar tanto o comércio. Fora que é de cara manutenção. Mas lá é vitrine. Vai ver o estado do BRT. Pq não puseram trilhos no lugar do corredor de ônibus?

    • As coisas têm de se pagar… O VLT Carioca tem direito a um pagamento mensal pela prefeitura – coisa que a prefeitura não cumpre. É justo que se cumpra. Cumprida esta exigência, se der prejuízo, problema do VLT Carioca.

      • Vc não pode estar falando sério! A prefeitura pagou tudo, construiu os trilhos, bancou as obras que acabarm com o centro do Rio, comprou os vagões e ainda tem que pagar à empresa caso ela tenha prejuízo na operação???????? Será que essa é a famosa parceria “Caracú”, o empresário entra com a cara e a prefeitura (os contribuintes) com o c… Vc já viu ser empresário sem ter riscos? Só no Rio!! Sem meter a mão no bolso pra nada, só contar o dinheiro e quando o dinheiro não aparece a prefeitura se obriga a cobrir? O VLT é assim, contrato lesa-pátria, descabido, sem-vergonha, coisa de quem realmente estava mal-intencionado, pra dizer o mínimo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui