Ação da Comlurb na Cinelândia - Foto: Reprodução

Dando início ao projeto ”Reviver Centro”, capitaneado pelo secretário municipal de Planejamento Urbano do Rio de Janeiro, Washington Fajardo, para revitalizar a região central da cidade, a Prefeitura da capital fluminense promoveu uma operação de limpeza e restauro no quadrante que vai da Cinelândia, passando pela Avenida Rio Branco, até os arredores do famoso Edifício Central, próximo ao Largo da Carioca.

A ação contou com uma equipe da Comlurb e acontece em parceria com a Subprefeitura do Centro do Rio, além, por exemplo, das secretarias municipais de Conservação (Seconserva) e de Ordem Pública (Seop). Os garis, além de lavar o chão e recolher o lixo existente na região, limparam as paredes e restauraram trechos das calçadas, tapando alguns buracos.

Ação da Comlurb no Centro do Rio – Fotos: Divulgação

”Demos início às primeiras ações do Gabinete de Crise no Centro, que é um projeto da Prefeitura junto com a sociedade civil. Entraremos com todos os órgãos da Prefeitura, como a Comlurb, RioLuz, Fundação Parques e Jardins, CET-Rio, Operação Centro Presente e secretarias de Conservação, Ordem Pública, Patrimônio Urbano e Assistência Social, para ocupar vários trechos do Centro, começando da Cinelândia à Rio Branco. O objetivo é entregar um novo Centro da cidade aos cariocas”, diz o suprefeito da região central, Leonardo Pavão.

Pao-do-Ouvidor
Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

Vale lembrar que, em reunião realizada na última terça-feira (13/04) pelo Gabinete de Crise do Centro do Rio, grupo formado por representantes da Prefeitura e empresários e proprietários de imóveis locais, além dos trabalhos de limpeza e restauração, ficou definida a criação de um ”projeto piloto” de tolerância zero à atuação de vendedores ambulantes irregulares no referido quadrante, além da coibição à presença massiva de moradores de rua na região.

A intenção da Prefeitura do Rio, no entanto, é revitalizar todo o Centro do Rio, inclusive a Zona Portuária. O Poder Executivo Municipal deseja que a região central da cidade deixe de ter apenas uma atmosfera empresarial e torne-se também habitacional.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

4 COMENTÁRIOS

  1. Só te peço q olhe tbem por Ipanema, precisamente a Visc Pirajá, abandonada com falta de ilumibacao, suja. Revrjabo projeto original e deixe igual como era. Esses canteiros em volta dasxarvores são horríveis, parecem túmulos. Árvores precisam ser podadas por conta dos inúmeros mircegos a noite. Lavar as calçadas e tirar camelôs.

  2. Bem , o que faz um administrador ser bom é a sua organização. Fazer maquiagem , não funcionará . Eu sou a favor do Rio de janeiro voltar a ter o seu Centro
    histórico ( Centro não é Lapa ) como local de habitação pela sua posição estratégica . Com a ida da capital federal para brasília , o Centro tentou manter sua importância como capital , do Estado da Guanabara . Agora em 2021 com o crescimento das comunidades, o advento e o crescimento de uma região distante e suburbana como a Barra da Tijuca , o mais correto seria deixar o Centro Histórico do RIo como residencial e o Centro geográfico do Rio de Janeiro ( uma região entre Madureira , Campinho e Engenheiro Leal servir para abertura de centros comerciais.

  3. Parabéns Eduardo Paes!!
    O Rio de Janeiro precisa mesmo de um choque de ordem e cidadania, em especial o Centro da Cidade!
    O nível de degradação do Centro atingiu níveis absurdos. Um exagero o número de camelôs, de sujeira, moradores de rua (deveria haver um centro de acolhimento maior e mais humanizado), fora a bandidagem na região que aumentou muitíssimo.
    Viva o Rio, viva o Centro do Rio!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui