Ação de voluntariado ambiental na Ilha do Governador celebra os 50 anos do Dia Mundial do Meio Ambiente

Iniciativa que aconteceu Parque Público Corredor Esportivo do Moneró contou com 800 participantes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Neste domingo (2), a Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro, recebeu uma ação voluntária de plantio de árvores, marcando o início da semana quando se comemora os 50 anos do Dia Mundial do Meio Ambiente, que acontece nesta quarta-feira (05/06). A data foi celebrada pela primeira vez em 1974 após a sua criação na Conferência de Estocolmo da ONU em 1972.

Durante o evento acontecido no Parque Público Corredor Esportivo do Moneró, em que participaram cerca de 800 pessoas, mudas de árvores nativas da Mata Atlântica foram plantadas. Entre elas, Ipês (nas cores branco, roxo, amarelo), Oiti, Sibipiruna, Aldrago, Pau Brasil e até a árvore clássica de origem africana que é o Baobá, presente no clássico livro francês ” O Pequeno Príncipe “. de Saint Exupery .

Um dos organizadores da Ação de Voluntariado, o Engenheiro Francisco Victer, Diretor Executivo do “Projeto Engenhando a Cidade”, define que o plantio foi um ação de recuperação do ambiente urbano alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável ( ODS ) da ONU, e que foi coordenada com a Fundação Parques e Jardins da Prefeitura: 

Advertisement

“Cada uma das 100 árvores que foram plantadas com 1,5 metros , irá contribuir para melhorar o clima do parque, reduzir a aridez da área e integrá-la ao cinturão verde de sombras do Parque do Corredor Esportivo, proporcionando um ambiente mais fresco e agradável.”

Severino Virgínio, um dos organizadores do evento, graduando de Engenharia na Politécnica da UFRJ e do “Grupo Engenhando a Cidade”, complementa que o evento é uma oportunidade para unir a comunidade em torno da construção de um parque urbano sustentável e se atentar para a Semana Mundial do Meio Ambiente.

“A recuperação desses espaços está diretamente relacionada a vários Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU se alinha com o ODS 13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima) através da captura de carbono e melhoria do microclima urbano, para o ODS 15 (Vida Terrestre) ao preservar a biodiversidade e estabilizar o solo, e também para o ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) ao criar espaços verdes que melhoram a qualidade de vida urbana e a saúde pública.”

Outro organizador da ação foi Leonardo Fischer, Presidente da Escola Modelar Cambaúba. Ele reforçou a importância desses eventos que se integram às atividades transversais de educação ambiental para os estudantes.  

“Estes eventos têm uma grande importância para a formação socioeducacional das crianças e jovens. Ao envolvê-los na ação, estamos construindo uma consciência ambiental desde cedo e oferecendo um aprendizado prático e significativo sobre a importância das árvores e da sustentabilidade.”

Carla Pereira, Gestora das UPAs da Fundação Estadual de Saúde, e também Vice-Presidente da “Associação de Mulheres da Ilha – AMUIG”, destacou que o evento funcionou como uma oportunidade de compromisso comunitário com o meio ambiente, especialmente para os jovens e crianças das comunidades da Ilha do Governador. 

“A participação das comunidades,em eventos de plantio de árvores é extremamente benéfica para a formaçao da cidadania. Eles aprendem sobre sustentabilidade de forma prática, promovendo a educação ambiental. Atividades ao ar livre melhoram a saúde física e mental, reduzindo o estresse e incentivando um estilo de vida ativo. Além disso, desenvolvem responsabilidade, habilidades sociais e um compromisso com o meio ambiente.”

Durante a ação muitos dos frequentadores do parque se juntaram as atividades entre eles Cristiano Souza, um dos Coordenadores do “Grupo dos Desbravadores e Aventureiros da Ilha do Governador “que destacou:

“A participação em eventos de Voluntariado Ambiental é uma experiência transformadora para nossos pequenos líderes. Além de aprenderem sobre a importância da sustentabilidade e a preservação do meio ambiente, eles desenvolvem habilidades essenciais como trabalho em equipe, responsabilidade e liderança.”

A ação de Voluntariado Ambiental foi aberta ao público e entidades organizadoras. O evento também contou com a participação de outras entidades e grupos comunitários, incluindo a Igreja Batista do Corredor Esportivo, , do Projeto Rolé da Ilha, e do Polo Cultural da Ilha que na ocasião apresentou atividades culturais para as crianças e jovens presentes.

Durante a ação, foi feita uma homenagem com o plantio de um Ipê Branco simbolizando a paz. O ato contou com a presença dos pais e amigos da menina Sophia Angela Veloso da Silva, que foi brutalmente assassinada essa semana no bairro. Eles já participaram de outras ações nesse mesmo parque e, relembraram que Sophia estaria presente nessa ação se não fosse a tragédia, que gerou grande comoção em toda sociedade.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ação de voluntariado ambiental na Ilha do Governador celebra os 50 anos do Dia Mundial do Meio Ambiente
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui