Anielle Franco como vice de Eduardo Paes ganha apoio do presidente Lula e Janja

Lula e Janja sinalizaram o desejo de ver a irmã de Marielle Franco, a Ministra da Igualda de Racial Anielle Franco, como vice de Eduardo Paes. As chances são mínimas.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Fábio Caffé (SGCOM/UFRJ)

A ideia que já estava enfraquecida em outubro de 2023 recuperou totalmente sua força no início do novo ano: Anielle Franco como candidata a vice na chapa de reeleição de Eduardo Paes como prefeito do Rio em 2024. Segundo Malu Gaspar, durante a conferência eleitoral do PT em Brasília, no dia 8 de dezembro, o presidente Lula teria manifestado seu desejo de ver a ministra da Igualdade Racial ocupando essa posição.

Quem estaria impulsionando essa estratégia é a Primeira-Dama Janja da Silva, que exerce uma forte influência política sobre seu marido, Lula.

Irmã de Marielle Franco, Anielle ganhou destaque nas páginas dos jornais durante a final da Copa do Brasil, entre Flamengo e São Paulo. Flamenguista, a ministra utilizou um jato da Força Aérea Brasileira para assistir ao jogo. Segundo ela, o voo foi solicitado para assinar um protocolo de combate ao racismo no esporte. Após a repercussão, uma de suas assessoras postou no Twitter: “Descendente de europeu safade. Pior de tudo pauliste”, e acabou sendo exonerada.

A probabilidade de Anielle, mesmo com o apoio de Lula e Janja, tornar-se candidata a vice de Eduardo Paes é praticamente nula. Pesam fatores como o fato de o atual prefeito já ser chamado por seus adversários, como Otoni de Paula (MDB), de Dudu do PT. Vale lembrar que o Rio de Janeiro foi uma das cidades que Jair Bolsonaro saiu vencedor em 2022. Além disso, o grupo do PSD-RJ não parece ter grande afinidade com a Primeira-Dama, uma das responsáveis por impedir a ida do deputado federal Pedro Paulo para o Ministério do Turismo.

Advertisement

Leia também

Estrangeiros LGBTQIA+ estão comprando todos novos imóveis de Ipanema – Bastidores do Rio

TransBrasil inicia operações neste sábado, da Penha ao Terminal Gentileza

No entanto, o que mais influencia na decisão é a Eleição de 2026, na qual Eduardo Paes almeja concorrer ao cargo de governador do Rio de Janeiro. Para alcançar esse objetivo, ele precisa de um vice de confiança, e, atualmente, o único nome possível parece ser o de Pedro Paulo, representando a continuidade de seu governo, com pequenas possibilidades de Daniel Soranz, Carlo Caiado ou mesmo Eduardo Cavaliere.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Anielle Franco como vice de Eduardo Paes ganha apoio do presidente Lula e Janja

Advertisement

10 COMENTÁRIOS

  1. Duvido que esse vagabundo do Dudu Sambadinha vai ganhar de qualquer candidato indicado pelo Capitão. Só se usarem as “técnicas” eleitorais do TSE vermelho.

  2. Os KKK carioca piram nos mexericos do Quintino.

    Hahahahaha

    Quem em sã sanidade vai trocar um cargo do alto escalão do governo federal para um cargo decorativo de um município que tem relações e políticas e classe empresarial completamente deturpados por espaços de poder e negócios?

    Apenas mais uma lacração para os arautos da moralidade que segue essa página reagir.

  3. PQP, se esse idiota se associar a essa daí conseguirá mais rejeição ainda!!!Afinal o q fez essa oportunista além de usar a irmã morta,e andar na garupa de moto ?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui