Assembleia Legislativa do Rio cobra respostas da Secretaria de Administração Penitenciária sobre ‘Saidão de Natal’

Entre os 1.785 presos autorizados a deixar os presídios, 255 não cumpriram o retorno, incluindo dois ex-líderes proeminentes da maior facção de tráfico do Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Complexo Penitenciário de Gericinó - Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ) emitiu uma notificação direcionada à Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP) solicitando esclarecimentos sobre os detentos beneficiados pela Visita Periódica ao Lar (VPL) no fim do ano de 2023.

Entre os 1.785 presos autorizados a deixar os presídios, 255 não cumpriram o retorno, incluindo dois ex-líderes proeminentes da maior facção de tráfico da cidade do Rio de Janeiro: Saulo Cristiano Oliveira Dias, conhecido como SL, e Paulo Sérgio Gomes da Silva, apelidado de Bin Laden. SL ainda é considerado um dos principais gerentes de drogas do Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio. Já Bin Laden chegou a chefiar o tráfico de drogas no Morro Dona Marta, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

O pedido de explicações foi feito por Márcio Gualberto (PL), parlamentar e presidente da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia. Ele desejam saber da secretária Maria Rosa Lo Duca Nebel a natureza dos crimes atribuídos aos detentos beneficiados e o número de recapturados até o momento.

E além disso, a ALERJ busca esclarecimentos sobre quantos dos indivíduos que tiveram a permissão para saída temporária estavam sob monitoramento por tornozeleira eletrônica e se outros líderes do tráfico falharam no retorno aos presídios.

Advertisement

O Disque Denúncia chegou a divulgar um cartaz pedindo a ajuda da população para ajudar a localizar estes criminosos que são considerados foragidos.

Funcionamento das ‘Saidinhas’

“Nós acreditamos que essas informações [solicitadas à SEAP] podem ajudar, e muito, nos estudos e demais ações previstas, regimentalmente, realizadas pela Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da ALERJ, para que esse problema, que já acontece há anos, não volte mais a se repetir.” declara o deputado.

De acordo com a Vara de Execuções Penais (VEP), o benefício se aplica somente à detentos que estejam em regime semiaberto, ou seja, aqueles que permanecem na prisão à noite, mas têm permissão para sair durante o dia para trabalhar. E além disso, é fundamental apresentar um histórico de bom comportamento e ter cumprido, no mínimo, um sexto da pena para ser elegível a essa modalidade de visita. As saídas são programadas em datas especiais para a convivência familiar, como o Natal, Páscoa e Dia das Mães.

Uso da Tornozeleira Eletrônica

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) esclareceu que não foi viável instalar os dispositivos nos detentos autorizados à VPL em períodos curtos, como o Natal e Dia das Mães. Isso se deve à falta de estrutura dentro dos presídios para a instalação ágil dos equipamentos, ocorrendo fora das instalações prisionais, inviabilizando o processo durante esses breves períodos de saída.

A SEAP, em nota ao DIÁRIO DO RIO, informou: “O uso da tornozeleira eletrônica se dá exclusivamente mediante decisão judicial – atualmente a SEAP monitora 8.372 apenados – e que dispõe de um Centro de Monitoração e outras três unidades para realizar a instalação do dispositivo nos casos habitualmente demandados pela justiça. Em relação aos custodiados beneficiados pela Visita Periódica ao Lar (VPL), esclarece que não há demanda judicial para a monitoração desses casos que pudesse justificar qualquer medida neste sentido. O percentual de beneficiados evadidos vem caindo ano após ano, em virtude, principalmente, de ações de benefícios com remição de pena promovidas pela SEAP. De 2021 a 2023, o percentual total anual de evasão dos beneficiários de VPL caiu de 31% para 14%.” acrescentou.

E acrescentou que irá responder dentro do prazo estipulado.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Assembleia Legislativa do Rio cobra respostas da Secretaria de Administração Penitenciária sobre 'Saidão de Natal'
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui