Autoridades se pronunciam sobre morte em show de Taylor Swift: ‘inaceitável’

Muitas autoridades do Rio de Janeiro comentaram o ocorrido e falaram sobre medidas necessárias para que a situação não se repita nos próximos shows

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução Instagram

Uma fã morreu no show da cantora Taylor Swift, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (17/11). A jovem foi identificada como Ana Clara Benevides Machado, tinha 23 anos, estudava psicologia e morava em Rondonópolis, em Mato Grosso, mas era de Sonora, em Mato Grosso do Sul. Segundo a Prefeitura do Rio, Ana teve uma parada cardiorrespiratória.

Após a morte, mobilização tomou conta das redes sociais pedindo por água e melhores condições nos shows. Muitas autoridades e a própria Taylor comentaram o ocorrido. Confira:

Nota de Taylor Swift

“Não acredito que estou escrevendo essas palavras, mas é com o coração partido que digo que perdemos um fã hoje à noite, antes do meu show. Eu nem posso dizer para vocês o quanto eu estou arrasada por causa disso. Eu tenho poucas informações, além de que ela era incrivelmente bonita e muito jovem.

Advertisement

Eu não vou ser capaz de falar sobre isso do palco, porque me sinto dominada pela dor quanto tento falar sobre isso. Quero dizer que agora sinto profundamente essa perda e meu coração partido está com sua família e amigos. Esta é a última coisa que eu nunca pensei que aconteceria quando nós decidimos trazer essa turnê ao Brasil.”

Nota da T4F

É com muita tristeza que informamos o falecimento de Ana Clara Benevides Machado, 23 anos. Na noite de ontem [sexta, 17], Ana Clara se sentiu mal e foi prontamente atendida pela equipe de brigadistas e paramédicos, sendo encaminhada ao posto médico do Estádio Nilton Santos para o protocolo de primeiros socorros. Diante do quadro, a equipe médica optou pela transferência ao Hospital Salgado Filho, onde, após quase uma hora de atendimento emergencial, infelizmente veio a óbito. Aos familiares e amigos de Ana Clara Benevides Machado nossos sinceros sentimentos”.

Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes

“Inaceitável a perda da vida de uma jovem ontem no show no Engenhão. Obviamente, ainda estamos apurando mais detalhes das circunstâncias do ocorrido. De qualquer forma, já determinei ao Chefe Executivo de Operações do município que exija providências junto a produção do show. Já posso adiantar as seguintes medidas que eles devem anunciar ainda na manhã de hoje:
– antecipar a entrada em 1h e ocupar o anel de circulação para tirar o publico do sol
– novos pontos de distribuição de água;
– aumento de numero de brigadistas
– aumento de ambulâncias

Ministro da Justiça, Flávio Dino

A Secretaria do Consumidor do Ministério da Justiça vai adotar as medidas imediatas, com a edição de normas emergenciais e notificações, ainda hoje, acerca de ACESSO À AGUA em shows e outros espetáculos públicos. E também vai adotar as medidas relativas às responsabilidades pelos danos já causados, em diálogo com os demais órgãos do Sistema Nacional do Consumidor.”

Secretário de Defesa do Consumidor do Ministério da Saúde, Wadih Damous

“De imediato estamos determinando que a produtora T4F assegure o acesso à água em todos os shows da cantora Taylor Swift no Brasil. É uma insanidade negar água a milhares de pessoas num calor em que a sensação térmica chegue a 60 graus!”

Secretária Municipal de Ambiente e Clima da cidade do Rio de Janeiro, Tainá de Paula

“Inaceitável perdermos uma jovem por irresponsabilidade dos realizadores. Eu, o prefeito Eduardo Paes e o Secretário de Saúde Daniel Soranz estamos atentos ao caso e indicando as ações necessárias para que o segundo show ocorra bem”

Presidente da Embratur Brasil

Muito triste a morte da Ana Clara Benevides, uma jovem de 23 anos, que estava começando a vida, durante o show da Taylor Swift no Rio. Ana passou mal com o calor e teve uma parada cardiorrespiratória. Que Deus conforte a família e os amigos. O Brasil passa por uma onda de calor severa e a sensação térmica durante o show foi de 60 graus. Mesmo assim a empresa organizadora do evento, a T4F, não permitiu a entrada de garrafas com água nem disponibilizou bebedouros gratuitos. Mais de 1 mil pessoas desmaiaram segundo reportagem da Folha. Esperamos que o caso seja apurado e novas medidas sejam adotadas para que tragédias como a de Ana não se repitam.

Deputado Estadual, Rodrigo Amorim

“O prefeito já havia, tal como Pilatos, lavado as mãos para a Segurança, como na postagem abaixo. Ele lavou as mãos de novo, permitindo que em meio à maior onda de calor deste século o Engenhão IMPEDISSE uma jovem de entrar com água. E lá dentro, copo pequeno a oito reais!

O resultado foi a morte da jovem Ana Benevides. Uma morte estúpida, porque o prefeito se preocupou apenas com perfumarias como iluminar o Cristo com a homenagem de uma cantora pro-aborto e “lacrar” nas redes usando o termo “swifters”

ÁGUA em uma onda de calor dessas tem que ser DE GRAÇA. Como os CAÇADORES DE CAMELÔS da prefeitura PERMITEM uma insanidade dessas? Até no Rock in Rio a água era distribuída gratuitamente!

O problema é o de sempre: um prefeito que “governa” nas redes sociais, fazendo vídeos com gracinhas de chapéu Panamá enquanto a cidade vive um verdadeiro inferno!”

Vereador Pedro Duarte

“INADMISSÍVEL isso. Como que com um calor desses, show lotado e cheio de jovens alguém inventa de VETAR a entrada de água?! Irresponsabilidade! Isso precisa ser apurado e providências tomadas para que não aconteça mais em eventos no Rio.”

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Autoridades se pronunciam sobre morte em show de Taylor Swift: 'inaceitável'
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui