Biscoito Globo vira alvo de briga por herança na Justiça

Filha e viúva de um dos fundadores, além de herdeiros da panificadora onde o quitute é produzido, travam disputa judicial por lucros e valor da marca

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Símbolo da gastronomia praiana do Rio de Janeiro, o Biscoito Globo está no meio de uma batalha judicial entre os sócios e herdeiros da Panificadora Mandarino, que desde a década de 1950 é responsável pela produção do quitute, a viúva e a filha de um dos fundadores, João Ponce, que morreu em 2015.

O processo foi iniciado em 2017, quando Roberta Ponce, viúva de João, pediu, em meio ao inventário do marido, a apuração do valor de mercado da fábrica, da marca e de seus ativos.

Na quarta (21/06), o juiz Diego Isaac Nigri, da 2ª Vara de Família da Comarca Regional da Barra da Tijuca, determinou a penhora de metade do valor dos honorários do perito judicial das contas da panificadora, pois a empresa não teria, segundo a decisão, feito o depósito da parte que lhe cabia no pagamento.

História do Biscoito Globo

Para as herdeiras de João, os sócios remanescentes apresentaram um “balanço irreal” na atribuição de cotas a que cada um teria direito. Quando o processo foi iniciado, diz a advogada Mariana Zonenschein, que representa Roberta e a filha, os 25% da empresa que caberiam a elas foi calculado em R$ 90 mil.

Advertisement

Leia também

Rio terá observatórios para estudos climáticos; 1º será no Complexo do Alemão

Balão é ‘abatido’ antes de cair no Aeroporto do Galeão

“O biscoito virou um ícone. O balanço sequer menciona a marca, que tem, há muitos anos, licenciamento para uso em outros produtos. Mesmo o biscoito, antes só encontrado na praia, já pode ser comprado em supermercado”, afirmou a advogada a Folha de S. Paulo.

A Panificadora Mandarino diz, por meio de seu advogado, que não comenta processos em andamento. João Borsoi Neto, que representa a companhia, diz que os sócios aguardam e respeitarão o que foi decidido pela Justiça.

Existe um procedimento para apurar o valor devido ao espólio de João Ponce pela sua participação na sociedade. Nada está sendo disputado na Justiça”, disse Borsoi.

Embora tenha sido criado em São Paulo, o Biscoito Globo logo caiu nas graças e no gosto dos cariocas. A iguaría que faz parte da paisagem do Rio nasceu em São Paulo, no bairro do Ipiranga (zona sul da capital paulista), onde os irmãos Milton, Jaime e João começaram a fazer e vender os biscoitos produzidos por um primo.

O lanche preferido de 11 entre 10 banhistas nas praias do Rio aportou na Cidade Maravilhosa na década de 50, se tornado rapidamente um ícone da cidade, servindo de inspiração para o turismo, moda e até para outros petiscos do tipo polvilhado.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Biscoito Globo vira alvo de briga por herança na Justiça

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Biscoito Globo vira alvo de briga por herança na Justiça
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui