Bossa nova pode se tornar patrimônio histórico e cultural do Rio

Projeto de lei será votado em breve pela Câmara Municipal; tradicional estilo musical surgiu no fim dos anos 50 na Zona Sul carioca

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
João Gilberto, também conhecido como o ''pai da bossa nova'' - Foto: Reprodução/Internet

A bossa nova, tradicional estilo musical surgido na Zona Sul carioca no fim dos anos 50 sob forte influência do jazz norte-americano e do samba, pode se tornar Patrimônio Histórico e Cultural de Natureza Imaterial da Cidade do Rio de Janeiro.

Trata-se de um projeto de lei, de autoria do vereador Cesar Maia (PSDB), que visa o reconhecimento ao movimento, considerado o precursor da música popular brasileira (MPB).

São considerados grandes nomes da bossa nova João Gilberto, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Toquinho, Carlos Lyra, Elis Regina, Nara Leão, Maysa, Gal Costa, Alaíde Costa, entre diversos outros.

Entre os principais sucessos do segmento, canções como ”Águas de Março”, ”Corcovado”, ”Chega de Saudade”, ”Eu Sei que Vou Te Amar”, ”Samba de Uma Nota Só” e ”Garota de Ipanema”, tida como a música brasileira mais gravada de todos os tempos.

Advertisement

O projeto de lei, número 2.365/2023, deverá ser votado ainda esta semana pela Câmara Municipal do Rio. Caso seja aprovado em primeira discussão, irá novamente a plenário em breve e, se aceito outra vez pelos parlamentares, seguirá para sanção ou veto da Prefeitura.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Bossa nova pode se tornar patrimônio histórico e cultural do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui