Cândido Mendes dá bolsa integral a entregador agredido em São Conrado

De acordo com a universidade, o benefício será concedido ao trabalhador nesta segunda-feira

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Max Ângelo, entregador vítima de agressão (Foto: Reprodução)

O entregador de aplicativo Max Ângelo dos Santos, de 36 anos, que foi agredido com chibatadas pela ex-jogadora de vôlei Sandra Mathias Correia de Sá, ganhou uma bolsa integral para estudar direito na Universidade Candido Mendes (UCAM), em Ipanema, na Zona Sul do Rio.

As agressões fisicas e verbais aconteceram no domingo de Páscoa (09/04). O vídeo do momento em que Sandra Mathias bate e insulta Max Ângelo Alves dos Santos e Viviane Maria de Souza Teixeira viralizou nas redes sociais.

À polícia, Sandra Matias disse que teria sido vítima de homofobia por parte dos trabalhadores. Segundo a Polícia Civil, a agressora é investigada por crimes de injúria racial e lesão corporal.

Na última quarta-feira (19/04), a ex-atleta foi indiciada também por maus-tratos e lesão corporal contra a própria mãe. De acordo com as investigações, os crimes contra Laís Mathias Correia de Sá, de 77 anos, ocorreram em novembro de 2022.

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Laís disse, em depoimento, que Sandra tentou levá-la à força para uma clínica. E que, além de socos, tapas e pontapés, a filha ainda tentou amarrá-la com um lençol.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Cândido Mendes dá bolsa integral a entregador agredido em São Conrado

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui