Casa Ronald McDonald completa 30 anos de acolhimento às crianças com câncer na Tijuca; saiba como ajudar

A ONG, que em 2023 realizou mais de 22 mil hospedagens, reforça que doações e voluntários são essenciais para dar continuidade a excelência em hospedagem às crianças em tratamento contra o Câncer

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Dona Sônia e filho - Foto: Victor Serra/DIÁRIO DO RIO

Há três décadas, um lar especial surgiu na Tijuca, na Zona Norte do Rio, para acolher crianças em tratamento contra o câncer. A Casa Ronald McDonald tornou-se um refúgio para famílias enfrentando uma das batalhas mais difíceis de suas vidas e que precisam de um lar durante o tratamento na capital fluminense. Convidada pela instituição, a equipe do DIÁRIO DO RIO teve o privilégio de conhecer de perto o trabalho e as atividades realizadas pela casa em prol desse nobre propósito.

Fundada em 1994 pela dedicada Dona Sonia Neves, a Casa Ronald McDonald se destaca não apenas pelo acolhimento, mas também pelo ambiente cuidadosamente planejado e mantido. Localizado na Rua Pedro Guedes, 44, o amplo complexo exala zelo e conforto desde o primeiro instante. Limpo, organizado e funcional, proporciona um ambiente acolhedor para crianças e famílias em meio ao difícil processo de tratamento.

A história da Casa Ronald McDonald é marcada pela dor que se transforma em esperança. Após a perda de seu filho Marquinhos, vítima de leucemia aos 2 anos de idade, Dona Sonia e seu marido, Seu Francisco, trouxeram para o Brasil o modelo da Casa Ronald McDonald, já estabelecido nos Estados Unidos. Inspirados pela experiência vivida em solo norte americano, onde Marquinhos recebeu tratamento avançado, eles voltaram ao Brasil com a missão de oferecer apoio às famílias enfrentando desafios semelhantes.

Advertisement

Em parceria com o McDia Feliz, evento anual do McDonald’s para arrecadar fundos destinados ao tratamento do câncer infantojuvenil, a Casa Ronald McDonald encontrou apoio para sua missão. A instituição recebeu a chancela da rede de fast-food e se tornou a primeira da América Latina e a 162ª do mundo. Desde então, tem sido um farol de esperança para milhares de crianças e suas famílias.

O trabalho da Casa Ronald McDonald vai muito além do acolhimento. Oferece hospedagem, alimentação, transporte para hospitais, assistência social, educação e programas complementares de atenção integral. No ano passado, foram realizadas mais de 22 mil hospedagens na casa e mais de 1 milhão de refeições foram servidas ao longo desses 30 anos de história.

Ao caminhar pelos corredores da Casa, a sensação é semelhante à de um hotel, com suítes equipadas com televisão, camas confortáveis, cobertores macios e varandas com vista para rua. O prédio ainda conta com sala para adolescentes, com computadores e brinquedoteca no terraço da casa. O espaço é adaptado para atender às diversas necessidades dos pacientes, desde crianças em cadeira de rodas até aquelas que acabaram de passar por transplantes. Além dos quartos, há salas de recreação, biblioteca, brinquedoteca e refeitório, proporcionando um ambiente acolhedor e familiar.

A triagem dos pacientes é realizada diretamente no INCA, localizado no Centro do Rio, que encaminha os casos para a Casa Ronald quando há disponibilidade. As famílias encontram no local diferentes tipos de hospedagem, desde estadias curtas até moradias de longo prazo, de acordo com suas necessidades.

Apesar dos esforços contínuos, a Casa Ronald McDonald depende da ajuda da comunidade para manter suas atividades. O McDonald’s atua como principal parceiro financeiro, mas a instituição ainda precisa captar recursos adicionais para garantir a excelência de seu trabalho. Doações em dinheiro, alimentos e produtos de higiene pessoal são bem-vindas e podem ser entregues diretamente na casa ou realizadas por meio de depósitos bancários, PIX ou cartão de crédito.

Para aqueles que desejam se voluntariar, a Casa Ronald McDonald oferece oportunidades de voluntariado em plantões de 4 horas por semana. Além disso, a instituição promove eventos como o Bazar Solidário, que contribuem para financiar seus programas sociais e o Programa Hospedagem.

A Casa Ronald McDonald está de portas abertas para visitas dos cariocas, seja contribuindo com doações, participando como voluntário ou simplesmente conhecendo sua história, cada gesto faz a diferença na vida dessas crianças e suas famílias.

COMO DOAR:

Doação livre – Doações em espécie podem ser realizadas através de depósitos bancários ou transferências, utilizando os seguintes dados:
Razão Social: ASSOCIAÇÃO DE APOIO À CRIANÇA COM NEOPLASIA DO RJ
CNPJ: 68.782.036/0001-08 (Doe com PIX)
Banco: BRADESCO Agência: 1125-8 Conta Corrente: 62.973-1

Amigo contribuinte (recorrente): acesse aqui – Grupo de mantenedores é formado por pessoas e empresas que, mensalmente ou pontualmente, fazem as suas contribuições por Boleto Bancário, Cartão de Crédito e Pix.

Doações de alimentes e itens: Podem ser entregues diretamente na guarita da Casa Ronald, de 8h às 18h, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados.

Voluntários podem se candidatar utilizando o link – acesse aqui (Plantões de 4h por semana)

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Casa Ronald McDonald completa 30 anos de acolhimento às crianças com câncer na Tijuca; saiba como ajudar
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui