Cinemas do RJ poderão ter que exibir percentual mínimo de filmes brasileiros

Projeto de lei, de autoria do deputado Munir Neto (PSD), foi aprovado em definitivo pela Alerj e agora segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Capitão Nascimento (Wagner Moura) e aspirante Neto (Caio Junqueira) em cena do filme ''Tropa de Elite'' - Foto: Reprodução/Internet

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, na última quarta-feira (27/09), em segunda discussão, um projeto de lei que obriga os cinemas de todo o estado a exibirem um percentual mínimo de filmes brasileiros de longa-metragem.

Agora, a medida, número 1.029/23 e de autoria original do deputado Munir Neto (PSD), segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

A ”Cota de Tela Estadual”, como é denominado o projeto, será definida levando em conta o número mínimo de sessões, dias, país de origem, diversidade dos títulos e critério de cota anual.

A obrigatoriedade de exibição abrange salas, geminadas ou não, administradas pela mesma empresa exibidora e que integrem espaços ou locais de exibição pública comercial, localizadas em um mesmo complexo.

Advertisement

+ CONFIRA 20 FILMES NACIONAIS QUE TÊM O RIO DE JANEIRO COMO CENÁRIO

O texto define que o número de títulos e a quantidade de dias de exibição levarão em conta o número de salas do complexo, aumentando gradativamente.

Aqueles com apenas uma sala de cinema terão que exibir anualmente ao menos três títulos brasileiros diferentes, e as obras devem ficar em cartaz por no mínimo 27 dias.

Já os cinemas com 31 a 40 salas, por exemplo, terão que ter filmes brasileiros em cartaz por pelo menos 42 dias no ano e precisarão exibir 24 obras brasileiras anualmente.

Cinemas com mais de 30 salas, por sua vez, deverão reservar pelo menos 30% delas para exibição de filmes nacionais.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Cinemas do RJ poderão ter que exibir percentual mínimo de filmes brasileiros
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Cinemas do RJ poderão ter que exibir percentual mínimo de filmes brasileiros
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. parece existir desvio de competência, já que a atividade cinematográfica tem regulação federal desde sempre. É mais uma tentativa de impor ao setor privado como operar e afugenta investimentos. Pena.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui