Copacabana volta a receber Réveillon nos moldes tradicionais após 2 anos com limitações; expectativa é de 2 milhões de pessoas

Réveillon na Praia de Copacabana terá queima de fogos de 12 minutos, homenagem a Pelé e shows de Alexandre Pires, Iza e Zeca Pagodinho

Imagem meramente ilustrativa do Réveillon 2019 na Praia de Copacabana - Foto: Gabriel Monteiro/Secom

Após dois anos sem uma grande festa, devido às limitações impostas pela pandemia de Covid-19, o Réveillon de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, considerado o mais famoso do mundo, volta a ser celebrado nos moldes tradicionais.

Deste sábado (31/12) até domingo (01/01), a orla da referida praia deve receber cerca de 2 milhões de pessoas para assistirem à tradicional queima de fogos, que terá 12 minutos de duração e, segundo a Prefeitura, contará com ”mais brilho e cores”.

Além disso, haverá uma homenagem a Pelé, falecido na última quinta-feira (29/12), aos 82 anos, devido a um câncer de cólon.

Em relação aos shows musicais, serão dois palcos. O principal, em frente ao hotel Copacabana Palace, terá Alexandre Pires, Iza, Zeca Pagodinho, bateria da Grande Rio e DJs. No secundário, montado na altura da Rua Santa Clara, se apresentam Mart’nália, Gilsons, Bala Desejo e bateria da Beija-Flor.

Vale lembrar que, para chegar à Praia de Copacabana, a melhor opção é o metrô, que vende os cartões especiais para o Réveillon até às 19h, na estação Carioca. O bilhete custa R$ 6,50 (ida) ou R$ 13 (ida e volta). A concessionária, inclusive, montou um esquema especial de funcionamento para o Ano Novo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui