Coronavírus: Funcionários da saúde no RJ apresentam sintomas mas não podem fazer testes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Tânia Rêgo

Médicos, enfermeiros e demais profissionais das unidades de saúde do Rio de Janeiro que atuam diretamente no atendimento a pacientes infectados pelo Coronavírus, não estão realizando testes para diagnosticar a doença mesmo apresentando sintomas.

Profissionais de saúde ouvidos pelo DIÁRIO DO RIO, relataram que depois de atenderem pacientes contaminados com o Coivd-19, passaram a ter, tosse, falta de ar, febre e dor de cabeça. No entanto, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde – de apenas fazer testes em pessoas que apresentarem quadro grave para o Coronavírus – esses profissionais foram encaminhados para suas residências onde se encontram em isolamento domiciliar.

Uma funcionária que atua na saúde do Rio, e que preferiu não se identificar, diz que alguns funcionários continuam trabalhando mesmo apresentando sintomas leves para o Covid-19.

Advertisement

Existem boas chances de muitos desses médicos e enfermeiros estarem com a doença e transmiti-lá para outras pessoas. Entendo a questão de só atenderem os casos graves, pois a nossa rede de saúde é deficitária, mas ao meu ver, falta um planejamento melhor voltado para os profissionais que mantém contato direto com pacientes e estão na linha de frente dos atendimentos“, explicou.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado e Saúde informou que recebeu da Fiocruz, na última semana, 300 amostras para testes capazes de detectar coronavírus. Ontem, outros 440 foram entregues. Antes da entrega, profissionais da SES passaram por treinamento com profissionais da Fiocruz.

A SES reforça que, após situação de transmissão comunitária na cidade do Rio de Janeiro, os testes devem ser realizados apenas para pacientes graves suspeitos de coronavírus e profissionais da saúde. A SES recomenda que, com sinais leves, o tratamento deve ser feito em casa, sem a necessidade de identificação sobre o Covid 19.

No Hospital Pedro Universitário Pedro Ernesto, cerca de 25 médicos que trabalham no centro médico estão em quarentena depois que dois funcionários da unidade hospitalar foram diagnosticados com o novo coronavírus. Só no núcleo de nefrologia, 90% da equipe está fora de serviço.

O Rio de Janeiro já registra, conforme o último boletim do Ministério da Saúde, 63 casos confirmados do Coronavírus. Ainda não existe nenhuma morte confirmada. A secretaria de Saúde do Rio está investigando a morte de uma mulher de 63 anos em Miguel Pereira, no Sul do estado e outra em Niterói, na Região Metropolitana.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Coronavírus: Funcionários da saúde no RJ apresentam sintomas mas não podem fazer testes
Advertisement

12 COMENTÁRIOS

  1. O Witzel e o Crivella não estão nem aí. As caras são puro deboche com a população carioca. São uns cínicos, pilantras e genocidas. Têm a quem puxar, cópia fiel da pessoa que eles elegeram.

    Quem tem casa, que fique dentro dela.

  2. Daniel nosso predidente esta trabalhando e muito,nosso presidente liberou 450 milhoes para comprar mascaras e alcoolgel para o setor da educacao,esta liberando 200,00 para cada trabalhador informal,nosso presidente tambem liberou dinheiro para saude,nosso presidente liberou o decimo terceiro salario,nosso presidente fez coletiva juntamente com todos os ministros,e outras voisas ele esta fazendo, entao por favor lave a boca antes de falar mal do nosso presidente,vai pesquisar mais por favor

  3. O Brasil não está fazendo mais testes para não deixar sabermos da realidade. O vírus está solto. Perdemos o controle total. Não se sabe mais quantos são e nem aonde estão. Agindo dessa maneira vai ser pior que na Itália. Deus nos abençoe. Tenha misericórdia de nós. Então o foco do vírus agora será nós hospitais. Pra onde iremos?

  4. Está um caos aqui no HUPE. Todo o hospital contaminado! E não estão fazendo testes em todos os sintomáticos pois está em falta. O número vai subir drasticamente. É difícil de acreditar, mas estamos indo para o abismo!

  5. Complicado! O Estado não esta nem aí com a saúde de quem trabalha, são apenas números, fazemos parte de uma estatística apenas, o pior é que mandando os servidores com sintomas, se estiverem contaminados irão propagar ainda mais a doença na região que moram, é como se fosse um passarinho polarizando as flores, que inteligência burra do Estado, isso se dar a pessoas desqualificadas a frente da gestão, o apadrinhados!

  6. Um absurdo. Que governo de merda esse. Me arrependo e muito de ter jogado o meu voto fora. Todos os países de primeira mundo fecharam as portas, voos cancelados, etc. No Brasil há estrangeiro chegando sem sequer passar por uma triagem. O presidente segue como uma mula, não tem a mínima noção do que fazer, KD a liderança que a nação brasileira precisa. Vamos rezar irmãos e irmãs, que isso passe e que as pessoas possam se curar. Boa sorte aos nossos heróis da saúde QQ ué Deus proteja vcs.

  7. Triste saber disso! Afinal os próprios profissionais de saúde podem dessa forma, infectar pessoas saudaveis ou portadoras de outras patologias. Além de estarem em risco todo o tempo. É urgente que todos os profissionais de saúde possam ser testados.

  8. Fico me perguntando onde erraram na prevenção ao examinar/cuidar de um paciente, pq a utilização de mascara e assepsia antes e depois de examinar todo e qualquer paciente é uma sas primeiras coisas que aprendemos….Ah!!! Não me venha falar que o Hospital está sem máscaras, pq tem meses e meses que nao temos insumos….Assim como tenho meu estetoscópio, tenho tb minhas mascaras descartáveis e PFF2

  9. Ninguém vai comentar nada?
    Os profissionais tem que passar por isso sem que um cidadão manifeste indignação por ter o Estado falhado no seu papel de garantir a integridade da saúde de seus funcionários?
    Esses governantes deixam faltar equipamentos de proteção nas unidades, os profissionais tem que reutilizar o que era para ser descartável, criando um risco à sua saúde, por falha na gestão do serviço (pelos mandachuvas), adoecem e vai ficar por isso!?

    Se os profissionais da saúde adoecerem quem cuida dos pacientes?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui