Picanha e Massa em Santo Antônio dos Pinhais
Picanha e Massa em Santo Antônio dos Pinhais

Continuando a desbravar a gastronomia de Santo Antônio do Pinhal ao lado de Nicole do @cariocandonorio, almoçamos no famoso Picanha e Pasta. Com um nome nada subjetivo, optamos em pedir:

Picanha Biro Biro
Picanha Biro Biro

A Picanha Biro Biro servia duas pessoas, fornecendo 4 fatias de carne ao todo (R$80 para uma pessoa e R$152 para duas pessoas). Acompanhava o famoso, e um dos meus favoritos, arroz biro biro. Preparado na hora com champignon laminado, bacon torradinho, cebola a tirolesa, ovos mexidos e batata palha.  Todos os acompanhamentos estavam ótimos, mas ressalto os elogios ao arroz. Quanto a carne, tenho minhas ressalvas, e lhes digo o porquê, mas antes, gostaria de tangenciar o modo de preparo de uma picanha suculenta.

  1. Coloque a peça triangular em sua frente com a ponta apontada para você.
  2. Se a camada de gordura mais grossa estiver do lado direito, essa é uma picanha de esquerda. Caso esteja do lado esquerdo, essa é uma picanha de direita.
  3. Se for de esquerda, gire 45º sentido horário, se for de direita, gire no sentido anti-horário.
  4. Com a faca perpendicular ao corpo, fatie a peça com espessura entre 2 e 3 dedos. Desse modo você cortará a peça na diagonal, mantendo uma camada constante de gordura em todas as fatias e ainda a deixará mais macia.
  5. Salgue a carne com sal grosso e espere no máximo 5 minutos, senão a carne desidratará.
  6. Coloque na frigideira ou grelha untada com azeite.
  7. O ponto para virar a carne (que só deve ser virada uma única vez) é quando os sucos da carne começam a vazar pela parte superior.
  8. Após retirar a carne, coloque em um prato e a tampe por 3 minutos. Pois a temperatura da carne continua a subir mesmo após ter sido retirada do forno.

Com esses simples 8 passos, temos uma picanha feita a perfeição. Dito isso, vamos a crítica. A espessura da carne não estava adequada, o sabor não estava em evidência no prato e, claramente, haviam passado do ponto.

Quando usávamos o molho de ervas fornecido pela casa, realmente a carne tomava outro sabor. Mas analisando somente o ingrediente primordial do prato, a picanha, ela não estava ao nível de nenhum de seus acompanhamentos. Voltaria novamente, mas para outras opções como o Bife de Chorizo (R$71 para uma pessoa e R$135 para duas pessoas).

Nada melhor para curar um leve desapontamento do que um doce. Um singelo quadro na parede informava: “O melhor Petit Gateau de Sto. Antônio”.

Como brasileiro tem o costume de achar uma forma de se enquadrar sempre como o melhor em algo, minha escolha foi certeira. Queria “O melhor Petit Gateau de Sto. Antônio”.

O melhor Petit Gateau de Sto. Antônio”
O melhor Petit Gateau de Sto. Antônio

Maravilhoso. Não sei dizer se é o melhor de Santo Antônio, pois não pedi a mesma sobremesa em todos os lugares, mas não posso deixar de afirmar que estava soberbo. Graças a essa sobremesa, eu revi minha primeira impressão do restaurante e estou disposto a retornar para degustar outras seleções do menu. Confesso que quando gosto de algo, chego até a pedir a receita ao chefe. Sim, sou desses. Cozinho, gosto de boa comida e sou da filosofia de que receita foi feita para ser compartilhada, mas infelizmente me negaram. Acho que foi só para que tivesse que retornar ao local, mas tudo bem. Com essa sobremesa, ganharam meu retorno.

O restaurante possui um ambiente agradável, mas o nome Picanha e Massa não faz jus a picanha por nós degustada. Já a sobremesa, estava divinamente deliciosa. Retornaria por mais sobremesa, o que me faria conhecer mais do menu.

Caso queira saber mais da viagem a Santo Antônio do Pinhal, clique aqui e leia o resumo da viagem, e saiba o que mais desbravamos na cidade.

SERVIÇO
– Instagram: @picanhaepasta
– Endereço: Avenida Antônio Joaquim de Oliveira, 265, Santo Antônio do Pinhal – SP, 12450-000
– Nota: 4.13

Nota
Nota
Giulio Giglio é 3G: Gourmet, Gourmand e Gordinho (mas só de espírito). Engenheiro e mestre em Administração, apaixonado por inovação, mentor de startups, enófilo e ótimo namorado. Escreve sobre gastronomia e vinho no Diário do Rio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui