Respectivamente, Wilson Witzel e Jair Bolsonaro, antigos aliados e hoje inimigos - Foto: Wilton Júnior/Estadão

Na manhã desta terça-feira (07/07), o presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou que está infectado pelo Coronavírus. No início da tarde, tão logo a informação veio à tona, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, desafeto de Bolsonaro, fez uma postagem em sua conta oficial no Twitter estimando melhoras ao chefe do Poder Executivo Federal.

”Desejo ao presidente Jair Bolsonaro pronta recuperação. Também fui atingido pela Covid-19 e, seguindo as recomendações médicas, estou certo de que ele irá se recuperar brevemente”, disse Witzel em sua postagem.

Wilson Witzel foi diagnosticado com Coronavírus entre a segunda e terceira semanas de abril, e divulgou publicamente a informação no dia 14/04. À época, o governador disse ter sentido febre, dor de garganta e perda de olfato. No dia 04/05, no entanto, novos exames realizados detectaram que Witzel estava curado da doença.

De aliados a desafetos

Anteriormente aliados, Bolsonaro e Witzel se tornaram inimigos na reta final do ano passado, quando o presidente, à época, acusou o governador de vazar informações à imprensa sobre a investigação acerca da morte da vereadora Marielle Franco, afirmando que Witzel queria destruir sua família e ligá-lo a um crime que não cometeu. Desde então, os 2 passaram a trocar farpas publicamente de maneira constante, que ficaram ainda mais afloradas durante a pandemia, devido a divergências em relação às medidas de restrição apoiadas por Wilson e criticadas por Jair.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui