Eduardo Paes acredita que é destaque da Sapucaí e atravessa o samba

No desfile de domingo Eduardo Paes agia como se a festa fosse dele, não é, é das Escolas de Samba. Que ele aprenda a se comportar, ou fique bem escondido dentro do camarote.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes é conhecido por seu amor pelo samba e pelo Carnaval, uma paixão inegável. Ele até mantém uma lista no Spotify com seus sambas favoritos. Em comparação com seu antecessor, Marcelo Crivella, cujo desgosto pelos festejos carnavalescos o levava até mesmo a evitar o Rio durante as festividades e desrespeitar a tradição de entregar as chaves da cidade para o Rei Momo, o apreço de Paes pela principal festa do Rio de Janeiro é um verdadeiro alento.

No entanto, é importante destacar que, embora Paes seja um entusiasta do Carnaval, ele não faz parte do desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Não é o prefeito do Rio que comanda a festa, mas sim o Rei Momo. Conforme estabelecido por um decreto publicado este ano pelo próprio Paes, é o Rei Momo quem tem “o dever de liderar as festividades carnavalescas, participar de desfiles e concursos de fantasia, e promover a alegria entre os foliões“. Portanto, é o Rei Momo quem promove a alegria, não o prefeito, por mais que este último ame o Carnaval e o samba.

Houve críticas ao excesso de protagonismo de Eduardo Paes durante o desfile da Imperatriz Leopoldinense no domingo, conforme relatado pelo jornalista Bruno Chateaubriand, ex-jurado do Carnaval. Em suas redes sociais o jornalista diz “O Prefeito está bem animado, isso é inegável. Essa animação foi observada durante o desfile da @imperatrizleopoldinenseoficial – bem na frente da cabine do Estandarte de Ouro. Atrapalhou? Infelizmente, sim! O casal parou de evoluir bem na frente do júri. Não foi só a Globo que atrapalhou a evolução de casais na noite do primeiro dia de desfiles. Até o Prefeito, que diz amar escola de samba, atrapalhou“.

Advertisement

Leia também

‘Guadalupe’, ‘Lobo Júnior’, ‘Fiocruz’ e mais: confira os nomes das 20 estações do BRT Transbrasil

Dengue: Ministério da Saúde envia 1º lote de vacinas enquanto RJ intensifica medidas de combate

Talvez o atual prefeito devesse seguir o exemplo de seu padrinho político, Cesar Maia, que apenas desfilava com a ala dos garis. O excesso de aplausos recebidos por Paes parece tê-lo feito esquecer até mesmo a reprimenda que deu a seus subordinados por atrapalharem os ensaios técnicos.

Até o momento deste artigo, Paes não tinha pedido desculpas pelos excessos cometidos. Talvez o casal da Imperatriz não perca ponto, o que seria gravíssimo, mas não cabe ao prefeito entrar no meio da avenida sem o desfile ter acabado. A festa não é do Prefeito, ou da Prefeitura, é das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Que ele aprenda a se comportar, ou fique bem escondido dentro do camarote.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Eduardo Paes acredita que é destaque da Sapucaí e atravessa o samba

Advertisement

9 COMENTÁRIOS

  1. Não quer dizer que por causa do Decreto por ele mesmo implementado, ele deixa de ser o Prefeito da Cidade e não possa festejar junto a população o melhor espetáculo que fica na Cidade Governada por ele.

  2. Um prefeito que trabalha o ano todo praticamente 24 horas por dia pela cidade do rio de janeiro merece desfrutar o que ele ama que além da cidade o carnaval (samba).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui