Fachada de prédio desaba em uma das áreas mais movimentadas do Centro do Rio

Imóvel fica localizado na Avenida Senhor dos Passos e pertence ao Governo do RJ

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Desabamento de prédio no Centro do Rio (Foto: Reprodução)

Parte de um prédio datado de 1921 desabou na esquina da Rua Senhor dos Passos com a Avenida Passos, um dos trechos mais movimentados do Centro do Rio. O desabamento de parte do imóvel, que pertence ao Governo do RJ, ocorreu durante a madrugada de segunda-feira (14/08). Felizmente ninguém se feriu. O DIÁRIO DO RIO já havia denunciado a o estado de degradação da construção.

O prédio, gerido pela RioPrevidência, foi notificado pela Defesa Civil Municipal nove vezes desde 2018, mas nenhum reparo foi realizado na estrutura da propriedade. A RioPrevidência é responsável pelo pagamento os idosos e aposentados do Governo do RJ

Na manhã desta terça-feira (15/08), o trecho estava interditado devido a quantidade de entulho que se acumulou na via. Agentes da Comlurb trabalham na limpeza e remoção dos escombros.

O antigo sobrado, que é tombado, fica localizado no corredor histórico e cultural do Rio, além de integrar uma parte do Centro Comercial Popular da Saara, o maior da cidade. O fluxo de pessoas que transitam durante o dia é intenso nessa área.

Advertisement

A construção já foi alvo de uma série de denúncias dos comerciantes do entorno devido ao perigo que representa. A parte da frente apresenta inúmeras rachaduras, tijolos e encanamento expostos, janelas quebradas, vegetação sem ser podada e muita ferrugem. A situação chama atenção de quem passa pelo local.

O DIÁRIO DO RIO entrou em contato com RioPrevidência e com a Empresa de Obras Públicas do Rio de Janeiro (EMOP-RJ), mas até a publicação desta matéria, não obteve retorno. 

Atualização – 15 de agosto de 2023 – 17h26

Confira nota oficial enviada pela Emop ao DIÁRIO DO RIO: ”A recuperação do imóvel – que pertence ao Rioprevidência – está em processo de licitação, cujas tratativas emergenciais estão sendo finalizadas. Atualmente, a Emop-RJ realiza a análise jurídica da minuta do edital de licitação para a obra de escoramento da fachada”.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Fachada de prédio desaba em uma das áreas mais movimentadas do Centro do Rio
Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. O tombamento de um imóvel deve ser evitado. Caso seja extremamente necessário,o dono deveria ser fartamente indenizado e a administração do imóvel por conta do proprietário, com mensalidades de manutenção pagas pelo estado. O dono poderia vender se quisesse. E JAMAIS poderíamos deixar qualquer coisa à cargo do ESTADO. Exemplos não faltam e o museu imperial é prova viva.

  2. Este é o nível da irresponsabilidade do poder público. Fazem exigências diversas aos contribuintes, como a autovistoria, e não cumprem com as suas obrigações. Estamos vivendo tempos obscuros. O certo está errado e vice-versa.

    • Meu pai, na SAARA, lugar extremamente movimentado! Espero que ninguém seja atingido e, lamento mais uma vez pelo Patrimônio Histórico do Rio, pois a SAARA é um dos locais em que nos sentimos no Rio do tempo dos meus avôs, com aquelas lindas construções dos séculos 1800 e início dos séculos 2000

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui