Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (16/12), a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou um projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a comprar vacinas com eficácia comprovada contra o novo coronavírus além das que forem fornecidas pelo Programa Nacional de Imunizações, desde que sejam aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Como foram incorporadas emendas durante a votação, o texto ainda precisará ser votado em redação final pela Casa.

De autoria do deputado Flávio Serafini (PSol), a proposta também autoriza o Poder Executivo a instituir ou participar de consórcios com outros estados para compartilhar tecnologias, realizar pesquisas e desenvolver a capacidade de produção local de vacinas. O objetivo é que haja a imunização total da população fluminense contra a Covid-19.

Os desafios para a imunização da população, tão logo sejam concluídos um ou mais dos diversos estudos em curso sobre a eficácia de vacinas em teste, serão gigantescos, em virtude da dimensão continental do nosso país e da população que já ultrapassa mais de 210 milhões de habitantes“, justificou Serafini.

Nesta quinta-feira (17/12), o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM) afirmou que espera começar a vacinação contra o coronavírus no município em janeiro do ano que vem. Ele também afirmou que conversou com o presidente Jair Bolsonaro na última terça-feira (15/12) sobre a imunização.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui