IED

Uma belíssima construção, localizada na Urca, hoje em dia é um espaço dedicado ao ensino. Contudo, o prédio que abriga o Istituto Europeo di Design (IED) já foi hotel de luxo, cassino e até sede de TV.

100709_Cassino_urca_05

Erguido no início dos anos 1920, com a intenção de atender os visitantes da Exposição de 1922, o prédio, construído em estilo eclético pelos arquitetos Archimedes Memória e Francisco Couchet, abrigou, inicialmente, o Hotel Balneário da Urca.

Balneário da Gloria

O Hotel continuou funcionando após a Exposição de 1922. Eram 34 aposentos de muito luxo. Próximo ao mar e em uma área nobre e, à época, pouco badalada da cidade, o espaço era perfeito para a habitação de pessoas famosas e influentes que queriam paz e sossego.


[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis apoia construções e iniciativas que visam o crescimento da Cidade Maravilhosa sem que as características mais simbólicas do Rio se percam.

Na década seguinte, a região onde o prédio se encontra já havia vestido outro status e a paz e a tranquilidade do Hotel abriram as portas para a movimentada vida noturna de um cassino: o Cassino da Urca, que fora aberto em 1933 pelo empresário Joaquim Rolla, com apoio do governo de Getúlio Vargas.

Joaquim Rolla

No entanto, apesar da intenção de Joaquim Rolla, as coisas demoraram a engrenar. “No começo, o Cassino da Urca era de um impressionante amadorismo. O piso era de mármore, a decoração, hospitalar, e a iluminação, de velório. Não tinha palco, nem mesmo um tablado. Os artistas se apresentavam ao rés-do-chão. As atrações eram recrutadas na Lapa. O Cassino da Urca só atraía jogadores de baixo cacife” conta o jornalista e pesquisador Ruy Castro.

Luiz de Barros

Após a contratação do diretor de cinema e cenógrafo Luiz de Barros, o aspecto do Cassino da Urca melhorou muito e se tornou um dos mais importantes da cidade do Rio de Janeiro.

Poster da Carmen Miranda no Cassino da Urca

No palco, inaugurado em 1939, brilharam muitas estrelas. Entre elas, Carmem Miranda. “Carmen ajudou a consagrar o Cassino e, graças a este, a Urca, uma península na entrada da Baía de Guanabara, já famosa mundialmente pelo Pão de Açúcar, tinha agora um novo marco no cartão-postal” diz Ruy Castro.

Em 1946, o Presidente Eurico Gaspar Dutra proibiu o jogo no Brasil, levando à extinção todos os cassinos do Rio de Janeiro. Não foi diferente com o da Urca. O prédio ficou praticamente abandonado por alguns anos, quando ganhou uma nova e grande utilidade.

Tv Tupi na Urca

Em 1950 foi comprado pelo jornalista e empresário Assis Chateaubriand que ali instalou a sede carioca da TV Tupi, a segunda emissora de TV a ser inaugurada no Brasil, depois da Tupi de São Paulo. No antigo prédio do Cassino da Urca, a TV Tupi operou até o dia 18 de julho de 1980, quando as emissoras da rede tiveram suas concessões cassadas pelo Governo Federal, fazendo com que as estações saíssem do ar” informa Leonardo Ladeira na Coluna do patrimônio histórico, do site Rio e Cultura.

Cassino da Urca antes da restauração

Depois de alguns anos de negociações, em 2014, passou a funcionar no histórico prédio, o Istituto Europeo di Design (IED), desenhando e restaurando mais um trecho na rica história dessa belíssima construção carioca.

4 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui