Irmã de Léo Moura tem R$ 300 mil bloqueados após suspeita de estelionato na venda de ingressos do Rock in Rio

Lívia da Silva Moura, irmã do ex-jogador do Flamengo, é acusada de vender ingressos falsos para o festival

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Léo Moura e a irmã, Livia Moura — Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta segunda-feira (05/09) o bloqueio de R$ 300 mil na conta bancária de Lívia da Silva Moura, irmã de Léo Moura, ex-jogador do Flamengo.

Ela é acusada de vender ingressos falsos do Rock in Rio, ela também foi indiciada pelos crimes de estelionato, violação de direito autoral, organização criminosa e falsificação de documentos. Leonardo Moura não é alvo de nenhuma investigação.

Os investigadores acreditam que Lívia usava o fato de ser irmã do ex-jogador para aplicar o golpe e pode ter causado um enorme prejuízo aos organizadores do festival. Só uma das vítimas teria feito uma transferência via PIX para Lívia de R$ 20,8 mil.

Advertisement

Agentes da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP) tentam cumprir um mandado de prisão contra Lívia nesta segunda-feira. Até a última atualização desta reportagem, ela não havia sido localizada pela polícia.

Lívia já teve outras três passagens pela polícia por estelionato. Entre denúncias e acusações informais, ela é ré em processo envolvendo Renato Augusto, atual jogador do Corinthians, e foi acusada por uma servidora da Prefeitura do Rio de desviar R$ 2,5 mil.

Lívia é ré em um processo que investiga um possível golpe de R$ 225 mil contra o jogador de futebol Renato Augusto. Atualmente no Corinthians, o jogador atuou no Flamengo, onde conheceu o irmão de Lívia, o ex-jogador Leo Moura.

Em 2015, Lívia foi contratada para organizar a festa de casamento de Renato e a esposa no Rio de Janeiro. Na época, o casal morava na China, onde o jogador atuou por várias temporadas.

O ex-jogador Léo Moura afirmou, em uma rede social, que não se envolve e não compactua com as atitudes da irmã, Lívia da Silva Moura.

“Só quero deixar claro novamente que os problemas da minha irmã são absolutamente dela, infelizmente para a tristeza da família. Não me envolvo e nem compactuo com isso. Se errou, que pague pelos erros e não cometa novamente”, disse o ex-jogador.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Irmã de Léo Moura tem R$ 300 mil bloqueados após suspeita de estelionato na venda de ingressos do Rock in Rio
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui