O bispo Marcelo Crivella (Republicanos) sonha com o apoio do presidente Jair Bolsonaro para sua tentativa de reeleição neste ano. Mas vai ter que repensar tudo, de acordo com o jornalista Maurício Ferrero/Poder 360, Bolsonaro deixou Crivella esperando no sofá na terça-feira, 14/12, quando este tentou ser recebido pelo presidente no Palácio do Planalto.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

O capitão disse que nem sabia que Crivella estava no local: “Não é que não foi recebido. Nem sabia que ele estava. Tenho o dever de receber qualquer autoridade. Não tenho nada contra o Crivella, pelo contrário. Foi meu colega de Exército. Vou ver o que ele quer”

E o pior, o desprestígio é tanto, que voltou de Brasília sem as verbas sonhadas, e marcou uma reunião extraordinária com seu primeiro escalão e assessores, para alinhar a política de comunicação. É o que diz Berenice Seara/Extra.

Vale lembrar que Crivella vem tentando de qualquer forma ganhar prestígio com Bolsonaro. Foi oferecida os templos da Igreja Universal do Reino de Deus para conseguir assinaturas para o Aliança pelo Brasil. E, vergonha das vergonhas, o Bispo fez um vídeo defendendo Flávio Bolsonaro das acusações de rachadinha.

Todos os sinais vem apontando que os Bolsonaro devem caminhar com o deputado Otoni de Paula. Inclusive para usá-lo como ponta de lança nas críticas ao governador Wilson Witzel (PSC) o maior nêmesis atualmente do clã.

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho bem feito, Pq quando ele foi dar apoio ao Flavio, meteu o pau no Witzel, só pra puxar saco….e agora recebeu esse desprezo em troca.
    É o mundo dando voltas

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui