Marcelo D2 e Luiza Machado inauguram espaço cultural no Centro Histórico do Rio

Mostra fotográfica “Linhagem Suburbana”, do fotojornalista Wilmore Oliveira, é o trabalho inaugural do espaço. A mostra pode ser vista de 25/01 a 22/03, de terça a sábado, das 11h às 19h. A entrada é franca e o projeto é subsidiado pelo programa Reviver Cultural, da Prefeitura do Rio

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Marcelo D2 e Luiza Machado / Rede Social

O rapper Marcelo D2 inicia um novo capítulo na sua vitoriosa carreira: a inauguração do Centro de Pesquisa Avançada do Novo Samba Tradicional Onde o Coro Come (IBORU), na Rua Sete de Setembro, 43, no Centro Histórico do Rio, com a exposição “Linhagem Suburbana”, do fotógrafo Wilmore Oliveira, AKA Youknowmyface. O espaço fica na rua Sete de Setembro junto à Praça XV, região de grande efervescência cultural, histórica e religiosa, numa loja onde no passado funcionou a Richard’s, loja de moda masculina. O projeto foi viabilizado no esteio do programa Reviver Cultural, da prefeitura, que subsidia a abertura de novos negócios ligados à cultura na região entre a Avenida Rio Branco e a rua do Mercado, parte mais histórica do grande centro.

A exposição, que tem curadoria de Marcelo D2 e Luiza Machado, ficará aberto à visitação de 25 de janeiro a 22 de março, de terça a sábado, das 11h às 19h. A entrada é franca, por ordem de chegada e sujeita à espera em caso de lotação.

A mostra ocupa o andar superior do espaço e apresenta 22 imagens de rua sobre o cotidiano do subúrbio carioca. Fotógrafo autodidata, Wilmore Oliveira tem 35 anos e é nascido e criado na Zona Norte da capital fluminense. Desde a adolescência, ele nutria o desejo de se tornar fotojornalista, para retratar em imagens as histórias sobre o belo e simples cotidiano suburbano, sem cair no lugar comum, ou na pieguice.

“Talvez seja isso que nos aproximou tanto, a gente sabe muito bem (muito bem mesmo) o que é ser um suburbano. Temos orgulho disso, claro, mas mais do que isso a gente sabe os códigos, a conduta, o olhar e o que isso impacta nas nossas vidas. Conheci o Wil (Youknowmyface) trabalhando e em poucas palavras nos entendemos. Eu sei que ele cresceu me ouvindo e nas primeiras fotos que vi dele sabia que ele tinha o mesmo olhar que eu tenho sobre a Zona Norte do Rio. Quanto mais a gente viajava o mundo juntos, mais eu sentia que sim, nós somos de uma linhagem suburbana, uma espécie de dinastia que aprendeu a amar a cadeira no portão, o calote no ônibus, a média com pão na chapa”, confidencia D2, que juntamente com Luiza Machado – sua parceira no Centro, dividiu a exposição em três eixos:

Advertisement

Leia também

TransBrasil inicia operações neste sábado, da Penha ao Terminal Gentileza

Leblon tem o condomínio mais caro do Brasil

• Vivências: o olhar sobre esse subúrbio. Não só o do Rio, mas do mundo todo;

• Como é ser um jovem suburbano: Eu percebi que o Wil se conecta muito com esses jovens, suas vontades e necessidades. Achei imprescindível trazer isso para a exposição;

• Cenografia de subúrbio: imagens icônicas que compõem esse universo.

O Centro de Pesquisa Avançada do Novo Samba Tradicional Onde o Coro Come (IBORU) é uma superação do movimento Novo Samba Tradicional, criado pelo músico, em 2023. Na ocasião, o lançamento da Ocupação IBORU impactou o cenário cultural brasileiro, recebendo mais de 120 mil visitantes nas edições do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. O projeto foi resultado de um disco de mesmo nome, que foi indicado pela APCA como um dos melhores álbuns do último ano.

A cada ano Marcelo D2 e Luiza Machado têm focado em expressões artísticas representativas das principais questões debatidas no momento. Em 2023, eles reuniram arte, moda, educação, tecnologia e comportamento sob a perspectiva do Novo Samba Tradicional.

A tendência de 2024 está mais direcionada à música, com D2 em busca de experimentações sonoras e compartilhamento do processo criativo, tendo no Centro de Pesquisa o palco de ensaios abertos, com a participação de convidados especiais. Lançamentos de livros, oficinas e debates também acontecerão no local.

88 projetos culturais foram aprovados pela Prefeitura para receber subsídios e ocupar 36 imóveis cadastrados por proprietários junto à Companhia Carioca de Participações (CCPAR). O imóvel onde agora funciona o IBORU foi alugado pela Sergio Castro Imóveis.

A programação completa do espaço cultural pode ser vista no Instagram do artista: @marcelod2.

O Centro de Pesquisa Avançada do Novo Samba Tradicional Onde o Coro Come (IBORU) fica Rua Sete de Setembro, 43, Centro.

Com Informações: Rolling Stones Brasil

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Marcelo D2 e Luiza Machado inauguram espaço cultural no Centro Histórico do Rio

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Marcelo D2 e Luiza Machado inauguram espaço cultural no Centro Histórico do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui