Vista do alto do Mercadinho São José, em Laranjeiras - Foto: Reprodução

Um dos polos culturais e gastronômicos mais famosos da Zona Sul do Rio de Janeiro, o Mercado São José das Artes, popularmente conhecido como Mercadinho São José, localizado na Rua das Laranjeiras, no bairro homônimo, encontra-se atualmente em estado de abandono. As imagens foram publicadas em um grupo de admiradores e frequentadores do local no Facebook.

Imagens atuais do Mercadinho São José, em Laranjeiras – Fotos: Reprodução

Fechado desde setembro de 2018, quando o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), proprietário do imóvel, conseguiu retomá-lo judicialmente, o Mercadinho São José tinha previsão de reabertura para o final de 2020, quando a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec-RJ) pretendia assumir a gestão, após cessão por parte do Governo Federal.

O Mercadinho São José foi inaugurado em 31 de maio de 1944, completando, assim, 77 anos de existência em 2021. Criado à época pelo então presidente Getúlio Vargas para ser um mercado de hortifrutigranjeiros visando o abastecimento da população com produtos mais baratos durante a guerra, o local, posteriormente, abrigou bares e restaurantes, se tornando um dos points preferidos de cariocas e turistas.

Vale ressaltar que o DIÁRIO DO RIO tentou contato tanto com a Secec-RJ quanto com a Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SCGPU), vinculada ao Ministério da Economia, para comentar o assunto, mas, até o fechamento desta matéria, não obteve resposta de nenhuma das partes.

Já o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), vinculado à Prefeitura, disse o seguinte: ”O Mercadinho São José pertence ao INSS. Por se tratar de um bem tombado pelo município, o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade oficiou o órgão inúmeras vezes ao longo dos anos, pedindo providências quanto ao seu mau estado de conservação. Hoje, o mercado encontra-se interditado pelo risco que representa o seu funcionamento. Lembramos que a obrigação quanto à conservação do imóvel é de seu proprietário. O IRPH reforçará junto ao INSS a necessidade de providências na área.”

Atualização – 14 de fevereiro de 2021 – 14h14

Em resposta à procura da reportagem, a Secec-RJ disse que o imóvel em questão é de propriedade do INSS e que está aguardando o trâmite da cessão do mesmo para executar a revitalização do espaço.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

4 COMENTÁRIOS

  1. o credito ao fotografo na fotobde abertura da materia naobfoi dado.. ela foi tirada por ricardo ferreira,da sacada de sua coberura na rua gago coutinho.

  2. Um absurdo órgãos do governo federal como o INSS querendo retomar imóveis tirando da destinação antes dada a eles e deixando-os às baratas – tantos prédios do INSS abandonados…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui