Mudanças na Alerj e na Câmara de Vereadores do Rio

Com a nova secretaria de Cláudio Castro, 2 mudanças de vereadores do Rio e 4 de deputados estaduais, estes ficando apenas 1 mês no cargo

Foto: Thiago Lontra

A Câmara de Vereadores do Rio e a Alerj estão em recesso, mas apesar disso não para. O Diário Oficial desta terça-feira, 3/1, teve várias mudanças, graças ao novo secretariado do Governador Cláudio Castro. Normalmente mudaria apenas os deputados estaduais, mas com uma dívida de honra com o vereador do Rio Alexandre Isquierdo (União Brasil), e com outro que era secretário, Rogério Amorim (PSL), acabou tendo mudanças também no legislativo carioca.

No lugar de Isquierdo, volta para a Câmara o seu 1º suplente, Celso Luparelli, eleito pelo Democratas em 2018, partido hoje extinto depois da fusão com o UB. Luparelli cumpriu mandato várias até abril, enquanto Laura Carneiro, hoje no PSD, era secretária de Assistência Social da Prefeitura do Rio, e assumiria o mandato da mesma, já que esta irá par Brasília em fevereiro, tomar posse como deputada federal.

O médico Rogério Amorim, como antecipado pelo Bastidores do Rio, já pretendia voltar para a Câmara. Estava como secretário estadual de Direito do Consumidor, cargo que não dava tanta visibilidade no município em que tentará a reeleição. Além disso, pretende ser uma pedra no sapato de Eduardo Paes e de Brenno Carnevale, secretário de Ordem Pública, Amorim está incomodado com a desordem na cidade do Rio e quer martelar esta questão no Palácio Pedro Ernesto e futuramente no Edifício Serrador. Quem sai perdendo é seu suplente, o ultra bolsonarista Chagas Bola.

Mas a maior mudança, claro, foi na Alerj, onde vários deputados estaduais tornaram-se secretários. É o caso de Átila Nunes, hoje no PSD, mas que ocupa a vaga de 1º suplente do MDB, já que Gustavo Tutuca voltou a assumir a secretaria de Turismo. Outro que volta para a Alerj é Charles Batista, 2º suplente do PSL, que assume a vaga de Dr. Serginho, que se tornou Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Também reassumi o 2º suplente do PRP, Elton Cristo, na vaga deixada por Bruno Dauaire, que foi nomeado como Secretário Estadual de Habitação. E quem assume pela 1ª vez é Marcelo Queiroz (PP), 1º suplente do PP, na vaga deixada pelo deputado Jair Bittencourt, que se tornou Secretário de Agricultura, cargo anteriormente ocupada por Queiroz, eleito deputado federal em novembro.

Vale ressaltar, que os deputados estaduais que assumem as vagas da suplência, só ficarão no cargo por um mês. É que novos tomarão posse em fevereiro de 2023, e aí tudo muda novamente.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui