Nova Operação estoura Cracolândia em frente ao Palácio do Catete

Os 11 cracudos abordados possuíam antecedentes criminais, como roubo, furto, Lei Maria da Penha, entre outros. Um deles, possuía oito passagens pela polícia.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Exatamente 9 meses depois, no final da tarde desta terça-feira (09), foi realizada mais uma operação integrada entre os órgãos de segurança pública do Governo do Estado, em frente ao Palácio do Catete, patrimônio histórico importante do Rio de Janeiro, que resultou novamente no estouro da Cracolândia formada no local, com grande apreensão de armas brancas e entorpecentes.

Os 11 cracudos abordados possuíam antecedentes criminais, como roubo, furto, Lei Maria da Penha, entre outros. Um deles, possuía oito passagens pela polícia. Facas de médio porte, foram apreendidas juntamente trituradores de maconha e muitos cachimbos de crack.

O objetivo da operação foi reprimir os moradores em situação de rua que consomem crack, abordam os moradores, trabalhadores e turistas que trafegam pelo bairro, além de combater os delitos praticados por marginais na região”, explicou Marcelo Maywald, superintendente da Zona Sul.

O Palácio do Catete é um prédio histórico, sendo um exemplar da arquitetura neoclássica brasileira do final do século XIX. O palácio foi palco de diversos episódios importantes da história do Brasil, tal como o suicídio de Getúlio Vargas. Ele atualmente, abriga o Museu da Republica e recebe inúmeros turistas diariamente.

Advertisement

A operação foi uma ação entre Aterro Presente, a equipe do 2° BPM comandado pelo Cel. Ludogero e a Superintendência da Zona Sul da Segov, representada pelo Superintendente, Marcelo Maywald.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Nova Operação estoura Cracolândia em frente ao Palácio do Catete
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui