OI deixa RJ sem comunicação; problema atinge várias regiões do estado

A concessionária de telefonia enfrenta críticas e impacta não só a Região Central do Rio, mas também bairros das zonas Sul e Norte da cidade, além de áreas em Niterói, São Gonçalo, Petrópolis e Barra Mansa

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A dependência da telefonia fixa ainda é crucial para a comunicação de diversas empresas, mas a OI, em recuperação judicial pela segunda vez, está deixando um rastro de empresas incomunicáveis, especialmente no Centro do Rio de Janeiro, assim como DIÁRIO DO RIO já noticiou ainda nesta semana.

Com uma dívida superior a 44 bilhões de reais, a concessionária de telefonia enfrenta críticas e impacta não só a Região Central do Rio, mas também bairros das zonas Sul e Norte da cidade, além de áreas em Niterói, São Gonçalo, Petrópolis e Barra Mansa.

Internautas expressam frustrações, relatando interrupções abruptas dos serviços da OI. Um morador de São Gonçalo lamenta: “Aqui desligaram o telefone, depois a Internet. Eu tinha essa linha desde março de 1999, deveria ter fidelidade com eles, mas a OI não teve comigo. E a Anatel não faz nada!”

Outro denuncia o fim das linhas fixas em Japeri, na Baixada Fluminense, sem aviso prévio, assim como em Barra Mansa, no bairro Vila Independência, que enfrenta quatro meses sem sinal devido ao roubo de cabos metalizados. A situação se estende além da capital, evidenciando uma crise abrangente na infraestrutura de comunicação da OI.

Advertisement

Leia também

Conheça seis motivos para investir em uma pós-graduação

Aeroporto Santos Dumont pode ser fechado durante o G20, em novembro

Os problemas da OI extrapolam as dificuldades no Centro. Toda a região da Praça XV está sem telefone fixo e internet há mais de um ano, enquanto fios pendem das fachadas de prédios históricos. Nas imediações da rua da Assembléia, diversas empresas estão sem atender seus clientes por conta de uma suposta “inundação das caixas de cabeamento telefônico” ocorrida recentemente.

Diante do cenário, o DIÁRIO DO RIO buscou contato com a assessoria da OI, porém, até o momento, não houve retorno.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp OI deixa RJ sem comunicação; problema atinge várias regiões do estado

Advertisement

8 COMENTÁRIOS

  1. Essa empresa oi continua aplicando golpes pegando dinheiro do povo pela péssima prestação de serviço, amparada pela justiça. Não adianta processa-la pois não vai ganhar nada dela, nem danos morais nem materiais. Pois a justiça proteje empresas golpistas.

  2. E viva a privatização e assim que se derruba os governantes, que só pensam que empresa privada salva empresa publica tai a Cedae que agora e ÁGUAS DO RIO .

  3. Minha linha fixa, assim como a internet acoplada ao fixo num mesmo pacote parou se funcionar no dia 21/01 e a resposta que obtive após ligar foi que furtaram elementos de rede que o prazo pra reestabelecimento seria até ontém, 03/02, no entanto nada até o momento. Sou de Barra Mansa RJ.

  4. EU ADOREI TEM QUE ESTATIZAR O QUE NÃO FUNCIONA E NÃO PRECISA .
    NÃO SOU CONTRA EMPRESA ESTATIZADA MAIS EMPRESA ESTATIZADA QUE SERVE DE CURAL ELEITORAL CABIDE DE EMPREGO PRA FUNCIONARIO FANTASMA COMO A DA TELERJ .

  5. Vocês se lembram da Telerj?
    Quem aqui aplaudiu a privatização da Companhia Telefônica do Estado do Rio de Janeiro?
    Tinha uma linha fixa, que comprei com muita dificuldade e financiamento do Banco do Brasil, um investimento, que virou pó da noite pro dia, que os privatistas jamais me indenizaram.
    Alguns anos depois, quando a Telemar (a empresa privada que adquiriu a Telerj) virou Oi, cancelei a linha fixa, e a Internet letárgica, mas insisti algum tempo com a TV por assinatura via parabólica da Oi.
    Depois migrei para a NET, que me fornecia um excelente serviço por cabo de Internet e TV.
    Tudo voltou a piorar com a compra da NET pela Claro, que só me dá dor de cabeça e nos bolsos.
    Mas, a Claro já é outra história.
    Privatização de Serviços Públicos no Brasil tem sido uma merda, só boa para empresários e políticos corruptos e entreguistas, que vai dos péssimos transportes públicos ao 5G, que sem energia elétrica parou de vez.
    Grita aí galera!
    Estatiza, estatiza, estatiza…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui