Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

Wagner Victer elaborou uma lista gastronômica que te darão 10 motivos para visitar a Ilha do Governador

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Por sugestão de amigos que desejam encontrar motivos para visitar a Ilha do Governador e considerando minha residência nesse bairro desde os 5 anos de idade, preparei uma seleção de destinos gastronômicos dessa região, que possui uma rica história como o bairro mais antigo da cidade do Rio de Janeiro.

A Ilha, situada no coração da Baía de Guanabara, além de suas atividades históricas, como berço da construção naval brasileira e localização do tradicional Aeroporto Galeão, possui também uma história gastronômica fascinante, com restaurantes renomados e conceitos culinários que tiveram início aqui.

Escolher apenas 10 dentre os melhores restaurantes é uma tarefa desafiadora, por isso, optei por não incluir os quiosques de praia, especialmente os localizados na Praia da Bica, nesta avaliação. Da mesma forma, deixei de fora os estabelecimentos que oferecem culinária temática de outros países, já que pretendo abordá-los em uma avaliação futura. Esta seleção é, portanto, um roteiro com algumas breves considerações, levando em conta que todos esses restaurantes possuem presença nas redes sociais, permitindo uma maior interação com o leitor.

1 – Churrascaria Mocellin

Churrascaria Mocelin Ilha do Governador Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

O Mocellin, sem dúvida, é hoje o restaurante que oferece o melhor custo-benefício em carnes no Brasil, e está muito à frente de concorrentes que atraem turistas, como o Assador e o Fogo de Chão.

Advertisement

Leia também

Estrangeiros LGBTQIA+ estão comprando todos novos imóveis de Ipanema – Bastidores do Rio

TransBrasil inicia operações neste sábado, da Penha ao Terminal Gentileza

Poucos sabem, mas o Mocellin, no passado, juntamente com a Unidade da Avenida Brasil, foi um dos Restaurantes Porcão originais, que deram origem à famosa cadeia de churrascarias rodízios com buffet associado. Aliás, a Ilha do Governador possui um pioneirismo histórico no tema do churrasco rodízio, graças às famosas e saudosas churrascarias São Borja e Kieza, que introduziram esse conceito insuperável no Rio de Janeiro, trazido pelos gaúchos.

Atualmente, o Mocellin possui outras unidades em locais como Barra da Tijuca e Niterói. Poderia até ser reconhecido, no ramo da gastronomia, como um destaque, pois está entre os melhores da Ilha em três categorias distintas. Destaca-se não apenas pelas carnes, mas também pela comida japonesa e pela pizzaria.

Brincadeiras à parte, muitos consideram o Mocellin como o melhor restaurante do Aeroporto Internacional do Galeão, da Cidade Universitária e da Baixada Fluminense, pois moradores de Caxias e São João de Meriti frequentam o Mocellin como seu principal ponto de encontro.

Minha recomendação no Mocellin é sempre pedir o corte especial na área da costela. Além disso, destacam-se carnes de sol na brasa e assados de caça, como javali, que nem sempre são encontrados em outras churrascarias. No entanto, a melhor dica é sempre procurar pelo gerente, Marcelo Zini, que está sempre atento e oferecerá as melhores recomendações e acompanhamento que a casa tem a oferecer. O Mocellin tornou-se a melhor referência como casa de carnes no Rio, não apenas por sua qualidade, mas também por sua logística de atendimento, que é um exemplo a ser estudado até mesmo em disciplinas de engenharia de método em cursos de Engenharia de Produção.

2 – Siri do Galeão

Siri da Ilha Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

O restaurante Siri do Galeão, base originária para vários outros estabelecimentos com a mesma marca, é um ícone localizado no início da Estrada do Galeão, na entrada da Ilha do Governador, ao lado de uma peixaria.

Conforme o próprio nome sugere, um de seus clássicos que vale muito a pena experimentar é a Casquinha de Siri, servida sobre uma base de purê de batata, com um tempero fantástico e uma crocância que, ao ser perfurada, recebe a deliciosa penetração do azeite, a gosto dos apreciadores da boa gastronomia.

O risoto de camarão é um prato especial. Mesmo que tenha possivelmente perdido o título de campeão, ainda assim vale a visita, especialmente por ser uma opção para desfrutar com a família e até mesmo levar para casa. Destaca-se também o Linguado à dorê com batatas cozidas.

O local oferece um ambiente muito agradável, permitindo uma vista do histórico píer na entrada da Ilha do Governador, além de um espaço bem climatizado, com atendimento ágil. No restaurante, é possível desfrutar não apenas de pratos principais, mas também de petiscos como pastéis, casquinha de siri e bolinho de bacalhau.

3 – Rei do Bacalhau

Rei do Bacalhau Ilha do Governador Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

Dentre os três restaurantes da Ilha que serviram de referência para estabelecimentos fora da região, o Rei do Bacalhau é mais um daqueles clássicos na orla da Praia da Bica.

É um restaurante onde é possível apreciar um autêntico bacalhau em lascas, garantindo sua origem genuína, além de desfrutar de um excelente atendimento.

Os bolinhos de bacalhau são simplesmente maravilhosos e merecem ser experimentados em uma visita ao estabelecimento.

4 – Crepe & Cevada

Crepe e Cevada e1704213453897 Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

Esta é uma grande descoberta na nova cena gastronômica da Ilha, inclusive concorrendo no concurso Comida di Buteco.

Era originalmente um quiosque que, na prática, se transformou em restaurante. Localizado no Corredor Esportivo do Moneró, é essencialmente administrado por três cearenses da região de Nova Russas, que conseguiram, de forma complementar, desenvolver um novo ponto de referência na gastronomia local.

Atualmente, o melhor Risoto de Camarão do Rio de Janeiro é, sem dúvida, servido no Crepe & Cevada. Não apenas pela generosa porção, suficiente para quatro pessoas e ainda sobrar para refeições posteriores, mas também pelo sabor diferenciado, resultado da técnica única do Chef Lourival, um cearense que traz um toque especial à preparação dos pratos, inclusive decorando-os com ovos cozidos.

É um local onde se pode apreciar o Feijão Tropeiro com Carne de Sol da mesma maneira como é feito no Nordeste, além de uma variedade de petiscos e salgadinhos, como o bolinho de feijoada, que fazem parte do cardápio.

Além de tudo, junto ao Crepe & Cevada, oferece-se o melhor pôr do sol do Rio de Janeiro, atraindo centenas de pessoas que vêm apreciá-lo, brilhando sobre a Baía de Guanabara e a encosta do Tubiacanga, com vista para o Aeroporto Internacional do Galeão.

O maitre João é um exemplo de bom atendimento. Vale sempre a pena procurá-lo antes de fazer qualquer pedido.

5 – Zamak

Zamak Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

O restaurante Zamak é um lugar que oferece comida tradicional em boas porções e a preços acessíveis, sendo um típico estabelecimento mantido pelos portugueses do passado. Localiza-se na Estrada do Galeão, em direção ao Centro, próximo à subida do Guarabu.

Eles se autodenominam, e concordo, como os responsáveis pela Melhor Pizza Portuguesa do Brasil! No entanto, definitivamente vale a pena experimentar também o Cozido, servido apenas aos sábados e considerado o melhor do Rio de Janeiro, a ponto das pessoas levarem panelas para levar para casa.

É um restaurante onde se pode pedir de tudo, inclusive o tradicional ovo cozido com casca rosa como entrada. Um local que recomendo muito e que possui uma grande tradição no bairro.

6 – Marezias

Uma grande novidade na Ilha do Governador, porém ainda restrita e conhecida por poucos. Coordenado pelo empreendedor gastronômico Emanuel, um dos responsáveis por implementar uma série de renomados restaurantes de sucesso na Ilha.

Localiza-se dentro do Iate Clube Jardim Guanabara e, para acessá-lo, aqueles que não são sócios devem entrar em contato com 24 horas de antecedência para realizar a reserva e ter seus nomes autorizados na portaria.

Os pratos de frutos do mar são fantásticos, acompanhados por uma vista maravilhosa da Baía de Guanabara e da Marina do Iate Clube Jardim Guanabara. Trata-se de um restaurante que certamente crescerá cada vez mais no bairro.

Vale a visita. E aqueles que forem certamente se encantarão com o clube e considerarão tornar-se sócios.

7 – Gruta da Ilha (Grego)

Fica localizado em uma praça na Estrada do Dendê, onde costumava estar o histórico restaurante Gruta da Ilha, fechado por muitos anos. É gerenciado por uma pessoa que é talvez o mais dinâmico implementador de quiosques do Rio de Janeiro, o famoso Alex, também proprietário do Quiosque do Grego na Avenida Cambaúba, Jardim Guanabara.

Possui um dos cardápios mais abrangentes do Rio de Janeiro, com uma combinação fantástica e digna de alguém versado em matemática e com um foco na Análise Combinatória, apresentando uma multiplicidade de opções. Um local onde se pode pedir de tudo um pouco, com uma generosa porção de queijo coalho, e oferece o melhor Açaí da Ilha.

O restaurante onde costumo ir quando estou com muita fome, pois consigo saciar-me por um bom preço.

8 – Jardim Mediterrâneo

Jardim Mediterraneo Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

Um restaurante de três andares com um terraço, ideal para apreciar um bom charuto. Localiza-se na Avenida Cambaúba e já foi participante do Concurso Comida di Buteco. Este restaurante é selecionado devido aos seus pratos executivos de alta qualidade e preço acessível servidos ao longo da semana.

Costumo pedir o frango à parmegiana com purê de batata-baroa, que é delicioso e tem um preço extremamente acessível, além de oferecer outros acompanhamentos. Também servem uma excelente variedade de pizzas, calzones e massas, sempre presentes no cardápio.

Vale a visita, especialmente para quem deseja desfrutar o charuto com um drink após a refeição.

9 – Capitania dos Copos

Capitania dos Portos Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

A viagem até a região onde está situado, Tubiacanga, por si só já vale a pena, assim como a vista oferecida pelo restaurante! O estabelecimento possui um pier que se estende pelo mar, proporcionando uma visão única da Baía da Guanabara.

Tubiacanga é uma região bucólica que remete a uma cidade do interior e está localizada paralelamente às pistas do Aeroporto do Galeão. O restaurante é conhecido por oferecer uma variedade de moquecas, pratos à base de frutos do mar e um excelente bolinho de peixe.

Este local foi berço de Nilton Santos, um dos maiores craques do futebol mundial, e também abrigou o centenário Clube Flecheiras, responsável por formar muitos craques da seleção brasileira. Vale a visita e é um lugar para se desfrutar sem pressa, pela sua beleza singular.

10 – Muretta

É um restaurante relativamente novo, com uma chef de alta qualidade culinária. Localiza-se em um dos pontos mais bonitos do bairro, próximo à extremidade da Praia da Bica, perto da entrada para a unidade da Marinha.

Apresenta algumas falhas na climatização e acústica, porém compensa com uma vista espetacular. Destaca-se por pratos especiais, como o Bife à Milanesa, servido com ovo cozido com gema mole e uma salada de batatas deliciosa.

Os preços praticados não são excessivamente altos, sendo uma excelente opção para quem deseja desfrutar de uma caminhada pela Praia da Bica após a refeição.

A Lista

Claro, essa avaliação dos restaurantes é pessoal, mas conversei com meu filho Francisco e vários amigos para elaborá-la. É possível que haja divergências de 10% a 20% entre os moradores da Ilha, porém acredito que em 80% haverá um consenso.

Optei por não incluir na lista os restaurantes do Polo Gastronômico da Ribeira, pois essa área está bastante confusa, bagunçada e sanitariamente inadequada. Há inclusive o funcionamento de uma feira livre associada a quiosques montados sob uma tenda que vêm de fora da Ilha, e estacionar por lá é bem complicado. No entanto, há restaurantes com pratos excelentes e de qualidade, como o Galeto da Ribeira.

Vou revisar essa lista regularmente, incluindo outros destaques, novos pratos e até reconsiderando a inclusão desses nomes. É importante ressaltar que essa lista dos 10 não está hierarquizada, é apenas uma sugestão para quem quer explorar de maneira mais frequente um bairro, hoje uma região, onde muitos viveram e nasceram, como o lendário Arariboia, fundador da cidade de Niterói.

Feliz 2024! Vamos tentar percorrer esse circuito ao longo do ano. Quem é insulano já o faz diversas vezes, mas venha você de fora também conhecer a Ilha do Governador!

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Os 10 Melhores Restaurantes da Ilha do Governador

Advertisement

31 COMENTÁRIOS

  1. E o VLT na Ilha do Governador, com conexão do o BRT Av. Brasil – sai ou não sai do papel ?

    Indiscutivelmente, a expansão do VLT para a Ilha do Governador, proposta divulgada há tempos atrás por algum governo passado, é uma decisão arrojada da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.

    O VLT da Ilha do Governador pode beneficiar mais de duzentas mil pessoas, e pode empregar, por ano, mais de duas mil e seiscentas pessoas, promovendo a integração com a Transcarioca, no Galeão, a Transbrasil, e a Estação das Barcas, no Cocotá.

    Com 21 km de extensão, o VLT é propagado pelo governo municipal como a garantia de mais mobilidade, mais conforto e mais empregos. Seriam estas, portanto, as motivações iniciais do projeto para a Ilha do Governador.

    Pode-se usar na Ilha do Governados o trem urbano de levitação magnética desenvolvido pelos engenheiros da Coppe, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e testado pelos maiores especialistas do mundo (o primeiro trem deste tipo do Hemisfério Sul). Claro que em tamanho maior, com capacidade para bem mais do que as atuais trinta pessoas. O protótipo tem motor movido a energia elétrica e pode atingir até 100 km por hora, o que não será realmente necessário para a Ilha do Governador.

    É preciso acabar com o monopólio da empresa de ônibus Paranapuan, que atua na Ilha do Governador há muitos anos e não tem sido tão eficaz quanto deveria ser.

    Na entrada da Ilha precisam construir uma conexão com ônibus que levem as pessoas até a estação do BRT Av. Brasil e que possam ir até o Centro da cidade. Esta estação do BRT na Av. Brasil, na entrada a Ilha, serviria aos moradores deste trecho do BRT até o Centro, pois eles não precisariam pegar os ônibus que já vão chegar lotados provenientes de Santa Cruz.

    Será também importante implementar um bilhete único para o VLT da Ilha juntamente com o BRT Transbrasil, prosseguindo com trecho do VLT do Gasômetro até o centro da cidade.

    E também será necessário construir o VLT da entrada da Ilha até o Aeroporto do Galeão.

    Nossos administradores podem aproveitar estas rotas e construir ciclovias no seu entorno, perfazendo o mesmo trajeto do VLT.

    E por último, mas não menos importante: até hoje ainda não saiu do papel o projeto da barca saindo da Ilha do Governador até Magé.

    Dinheiro realmente não é um problema para nós aqui no Rio de Janeiro !

    Não é possível que este safado do Sérgio Cabral tenha roubado num nível tão absurdo que chegou a ser condenado a quase quatrocentos anos de prisão, e que o povo carioca não veja a cor deste dinheiro de volta.

    A Suíça e demais paraísos fiscais pelo mundo têm a obrigação de devolver o dinheiro roubado do povo carioca.

    Este dinheiro é nosso, e deve ser usado para tirar este projeto do papel e tantos outros projetos parados e inacabados pela cidade, por falta de verba (dinheiro esse todo enfurnado nos bolsos destes gatunos políticos cariocas oportunistas, quadrilheiros, corruptos e embusteiros).

  2. A minha experiência no Marezias foi péssima. Fizemos um aniversário ali e o atendimento foi horrível. Foi constrangedor ver o sr. Emanuel sair de fininho sem nos dar explicação pela péssima qualidade do serviço. Reclamamos na administração do clube e ele ficou de nos ligar e se desculpar, mas nunca ligou.

  3. Realmente, são excelente mas, pro dia a dia o Saíra é muito bom! Comida variada, várias saladas, ótimo atendimento e higiene constante das mesas.

    • O Sairá é muito bom ! Aliás um dos donos é meu amigo de infância Ricardo. Ele não foi elencado pois é um restaurante a quilo que não abre a noite

  4. Parece que quem fez essa lista não conhece bem a Ilha, deixou de fora o Lagostine na Cambaúba, o Saíra no Cacuia e o Martinho na Ribeira, que são excelentes restaurantes.

    • Sra Enéiida. Talvez a senhora não conheça bem. O Lagostine que tem comida ótima tem graves problemas de acessibilidade para idosos e cadeirates. Busque saber a rotina de troca do óleo de fritura do Martim Pescador ( 1 vez por semana ). Já o Sairá é um restaurante a quilo que não trabalha a noite ! Pode apurar e verá

  5. Fiquei muito honrado com a lembrança da Kiera. Tive o prazer de trabalhar lá. Fui o último gerente dela antes de ser vendida para a Casas Bahia. Muitos amigos fiz aí na Ilha do governador. Saudades demais. Me sentia em casa. Abraços a todos

  6. Sugestões:
    • Rei do Bolinho de Bacalhau, na Av. Paranapuã, Tauá. O 1o bolinho feito sem contato manual e com um show com as colheres na frente do cliente.
    • Cura Ressaca, Tubiacanga. Comida mto boa, shows desde pagode ao rock. Espaço propício às festas etc.
    • Lagostine, Rua Cambaúba. Pratos de peixes, frutos fo mar e carnes, além de rodizio de comida japonesa.
    • Chuá, rua Cambaúba. O galeto mais famoso da Ilha.

    • Cura ressaca é um restaurante tipo pagode distante do espelho d’água. Rei do Bolinho é ótimo porém é de tira gosto com só um prato! O Lagostine não tem acessibilidade para idoso e para cadeirante. O Chua caiu absurdamente de nível e se especulou até o fechamento e preços caríssimos

  7. Em termos de frutos do mar o Siri ja ficou para trás , principalmente pelo preço salgado . A petiscaria do Martinho é uma boa pedida assim como restaurante lagostine . Bom custo benefício. Inclusive na minha opinião o peixe a dore da petiscaria da de dez a zero . Faltou falar também da pizzaria do Leirinha localizado no bairro zumbi , feito com massas artesanais e sabores super diferentes e bem equilibrados , inclusive trazendo pessoas da zona sul para comer por aqui .

  8. Eu ainda incluiria a Biroska do Camarão que fica localizado na Colônia Z10. Excelente local com comida de primeira qualidade, inclusive já ganhou o Cumida de Buteko, e atendimento maravilhoso.

    • E muito bom ! Vou muito ! Foram elencados para quem vem de fora e fica difícil chegar a Z10 ! Mas acho que ele concorreu a Comida di Buteco mas não ganhou ! Quem ganhou foi a Petisqueira do Martinho

  9. Caro amigo de longa data Wagner,só não concordei muito sobre o Mocelin, a 155 reais o rodízio por pessoa não é muito acessível e a nova maneira de se servir do buffet empobreceu muito,era uma mesa central maravilhosa, com opções de queijos,saladas,frutos do mar,etc

    • Mas compare ele com Fogo de Chão e Assador ! Ele é melhor e muito mais barato ! Aliás vão muitos turistas em nenhum local de fora se come assim por 30 Euros ! Mas realmente é um valor elevado em padrões normais.

    • Capitania dos Copos, ficou em 9° lugar , a comida é muito boa, é muito farta , o atendimento muito bom, acho que daria um 3° lugar.
      Outro que não apareceu, vc já explicou que é pq não tem jantar, o Saíra no Jardim Guanabara / Cacuia. Maravilhoso !!!!! Comida variada, gosto caseiro, uma quantidade grande de saladas, …pra mim… 1° lugar !!!!!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui