Os dilemas da política habitacional do Rio de Janeiro

Falta de planejamento habitacional, audácia política e romantização resultam na disseminação das favelas por toda a cidade

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Rocinha / Foto: Roberto Anderson

Uma das questões cruciais da cidade do Rio de Janeiro, certamente, é a habitacional. A cidade carece, e não é de hoje, de uma política habitacional que permita aos cariocas residirem de forma decente, sem precisar apelar para as favelas.

No dia 17 de maio, o Diretor-Executivo do DIÁRIO DO RIO, Quintino Gomes Freire, abordou o assunto no artigo “Favela não é programa habitacional e não era para existir”. A existência e disseminação das favelas por toda a cidade resultam da falta de planejamento habitacional, audácia política e romantização dessas comunidades. A falta de moradias decentes na cidade leva não somente a favelização do território, como também à prática de ocupações ilegais de prédios na cidade.

Como aprofundamento da discussão, a Rede Globo, através do “RJ2”, exibirá a série de reportagens “Ocupações”, a partir desta segunda-feira (22). Na série serão abordados os desafios habitacionais da cidade, bem como as alternativas usadas pelas pessoas para se livrarem de uma existência sem-teto.

Nas reportagens, será possível ter a dimensão da tragédia vivida por parte da população que perde suas residências para o tráfico ou para a milícia, ficando à mercê de soluções improvisadas que lhes roubam a integridade.

Advertisement

O ‘RJ2’ vai ao ar logo após a novela ‘Amor Perfeito’.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Os dilemas da política habitacional do Rio de Janeiro
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. sub vida, sub moradia, sub pessoa e além disso favorece e alimenta milícia e tráfico de drogas nessas comunidades… e prefeitura e governo estadual ate o momento nao têm programa para diminuir isso..

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui