Para Bloomberg, o Rio se prepara para ser uma Vale do Silício na América Latina

Site de notícias sobre o mercado financeiro, Bloomberg, fala dos investimentos da Prefeitura do Rio para atrair investimentos nas "finanças do futuro"

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Estação Parada dos Navios do VLT - Foto: Alexandre Macieira | Riotur

O conceituado site de notícias para o mercado financeiro, Bloomberg, deu destaque ao Rio de Janeiro na quinta-feira (19/12), especialmente aos investimentos liderados pelo prefeito Eduardo Paes (PSD) para estabelecer a cidade como um polo tecnológico regional. Paes está persuadindo desenvolvedores, negociantes de criptomoedas e nômades digitais sobre o potencial da cidade.

Segundo a Bloomberg, o prefeito do Rio afirmou que, com trabalhadores cada vez mais desvinculados de escritórios, a cidade possui todos os elementos para se tornar um centro para o que ele chama de “finanças do futuro“. No entanto, os jornalistas do veículo ressaltam problemas como segurança, desigualdade econômica, serviços precários e falta de moradia na cidade.

A matéria destaca que, mesmo após mais de dois anos da promoção do Rio como destino para nômades digitais, apenas cerca de 700 pessoas receberam visto de trabalho remoto para entrar no Brasil até 23 de outubro. Autoridades afirmam que essa cifra não reflete totalmente o panorama dos trabalhadores remotos no Rio, muitos dos quais podem estar visitando com carimbos de turista ou outras permissões. A cidade estimou, em outubro, que havia cerca de 4.000 trabalhadores remotos, com base em sua análise de redes sociais e serviços de mensagens. Em fevereiro, essa estimativa ultrapassou 8.000 pessoas “trabalhando” durante o Carnaval.

O impulso para transformar o Rio em um polo tecnológico vai além dos nômades digitais e inclui o Porto Maravalley, inspirado no Brooklyn Navy Yard de Nova York. Chicão Bulhões, secretário de Desenvolvimento Econômico, mencionou à Bloomberg que o objetivo é atrair investimentos e resolver o problema recorrente da fuga de graduados locais qualificados.

Advertisement

Leia também

Políticos têm dificuldades para confiar em Eduardo Paes – Bastidores do Rio

Rio terá megaferiado em novembro devido à reunião do G20; confira datas

O polo se concentra em um novo campus para a principal universidade de matemática do Brasil, o Impa, e espaço para startups, previsto para ser concluído no início do próximo ano. Ao redor, os desenvolvedores estão construindo torres que oferecerão milhares de novos apartamentos para atrair residentes permanentes.

51169975766 6c87d70b6b k Para Bloomberg, o Rio se prepara para ser uma Vale do Silício na América Latina
Centro do RioFoto: Rafael Catarcione | Riotur

A matéria destaca eventos importantes, como a conferência de criptomoedas Ethereum e a conferência de tecnologia Web Summit, onde Paes anunciou planos para transformar o Rio na “capital da inovação da América Latina“. A HashDex, uma gestora de ativos de criptomoedas, inaugurou a Hashtown, sua sede de três níveis no bairro à beira-mar de Leblon, buscando ser o berço da incipiente cena tecnológica da cidade.

Além disso, a cidade está apostando em e-sports, e em junho, o prefeito assinou isenções fiscais para incentivar negócios verdes. A cidade está oferecendo incentivos a desenvolvedores que geram créditos de carbono, incluindo grandes poluidores como a Petrobras e a Vale, ambas sediadas no Rio e esperadas para se tornarem grandes compradoras de créditos para cumprir as metas de emissão zero.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Para Bloomberg, o Rio se prepara para ser uma Vale do Silício na América Latina

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui