Pedro Fernandes (Foto: Reprodução)

O Secretário Estadual de Educação Pedro Fernandes foi afastado do cargo por 15 dias. A decisão foi publicada pelo governador em exercício Cláudio Castro, na edição desta quarta-feira (16/09).

Pedro Fernandes foi alvo da Operação Catarata, do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil, que investigou supostos desvios em contratos de assistência social, entre os anos 2013 e 2018. Ele cumpre prisão domiciliar desde a última sexta-feira (11/09), Quem responde interinamente pela pasta é a subsecretária Cláudia Lasry.

Fernandes foi denunciado por crimes de organização criminosa, fraudes licitatórias, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de capitais, além do crime de embaraçar investigação de organização criminosa.

A defesa do secretário afirmou que ele é inocente e que ele se coloca à disposição da Justiça.

Também nesta quarta-feira (16/09), Castro promoveu mais mudanças administrativas no Estado.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.


Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui