Pedro Mattos, ex-participante do ‘MasterChef Profissionais’, comenta diferenças culinárias entre Rio de Janeiro e São Paulo

De acordo com o chef de cozinha, os públicos dos dois estados se diferem não apenas no gosto culinário, mas estão atentos aos detalhes dos restaurantes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

A gastronomia faz parte da identidade cultural de um país. No Brasil, onde há uma mistura de tradições e culturas, não é diferente. Porém, em um país com uma extensão territorial tão grande, de norte a sul é possível contemplar a diversidade culinária de cada região devido aos seus costumes. Até mesmo em estados que estão próximos são notáveis as particularidades. São Paulo e Rio de Janeiro são exemplos disso.

Enquanto um estado sudestino preza pela formalidade em seus restaurantes, o outro valoriza um lifestyle mais descontraído. Quem determina isso é o público, segundo explica o ex-participante do programa “MasterChef Profissionais”, da Band, o chef Pedro Mattos, empreendedor gastronômico em São Paulo e no Rio de Janeiro.

“São Paulo hoje é um grande polo gastronômico, e isso em parâmetros mundiais. Na cidade é possível encontrar todas as qualidades e faixas de preço. É onde se concentram os melhores restaurantes e chefs. O padrão de exigência do paulistano é muito grande. Eles estão atentos aos detalhes e formalidades”, comentou.

“Já no Rio de Janeiro, o foco é algo mais despojado, como frutos do mar, chopps, uma pegada espanhola, mas com roupagem de gastrobar”, completou.

Advertisement

Leia também

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

O chef recentemente inaugurou um restaurante na Urca, onde estão localizados os principais cartões postais do Rio de Janeiro. Ele comenta que a cidade exige um ambiente descontraído. Seu novo empreendimento, por exemplo, foi aberto em uma casa histórica, onde por anos funcionou a Rádio Tamoios. Além disso, o local tem um peso para Pedro, pois fica a 150 metros de onde ele morou por toda sua infância.

“O carioca está atento a um ambiente descontraído. O Casurca, por exemplo, está em um local com varanda ao ar livre, e isso chama atenção. Temos ainda vista para o Cristo Redentor, a Baía de Guanabara e para Pão de Açúcar. Para o público do Rio de Janeiro, isso vale ouro. O que difere na culinária dos dois estados é a formalidade, e existe grandes particularidades entre Rio e São Paulo. Mesmo com a proximidade, são dois mundos diferentes”, concluiu.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Pedro Mattos, ex-participante do 'MasterChef Profissionais', comenta diferenças culinárias entre Rio de Janeiro e São Paulo

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui