Foto: Rodolfo Santos/Getty Images

No dia 24 de fevereiro, acontece a retomada das aulas presenciais. Para isso, foi criado um plano de contingência, para que exista um protocolo caso haja contaminação, ou se algum aluno tiver contato com alguém com Covid-19.

Segundo o plano, se algum estudante pegar Covid-19, ele deve ser afastado. Se mais de um aluno da mesma turma for contaminado, a sala de aula será fechada por 14 dias. Caso haja mais de um caso em turmas diferentes no intervalo de 14 dias, o comitê local, a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Educação poderão decidir pelo fechamento da unidade.

Também devem ser isolados os estudantes que tiverem contato com pessoas contaminadas (quem estiver indo às aulas presencialmente passará automaticamente para o ensino remoto). E em caso de professor contaminado, ele também será afastado para ficar em isolamento (se for possível substituir o professor, as aulas continuarão presenciais).

A rede de Educação do Rio contará com o aplicativo Alerta Covid-19, que irá reunir notificações de pessoas da comunidade escolar contaminadas por coronavírus. Será feito ainda um acompanhamento integrado dos registros com encaminhamento para a SMS e determinação de isolamento.

Para sanar as dúvidas sobre a infraestrutura e as condições das escolas, a Comissão de Representação da Câmara vai realizar uma vistoria nas escolas.

Os membros da Comissão vão se dividir em grupos, e visitaremos unidades de diferentes CREs. Assim poderemos ter uma visão, por amostra, mais geral da rede e da sua situação atual”, disse o vereador Pedro Duarte (NOVO).

Calendário

Nesta sexta-feira (05/02), a Prefeitura do Rio divulgou um vídeo explicando como funcionará o calendário durante a volta às aulas. Segundo o vídeo, na próxima segunda-feira (08/02), começam as aulas remotas.

No dia 23/02, o aplicativo Rio educa em casa começará a ser utilizado para a transmissão de aulas e, no dia seguinte (24/02), começam as aulas presenciais para pré-escola, 1º e 2º anos, nas escolas com as condições necessárias.

Plano de volta às aulas

Na primeira fase do retorno, voltam parcialmente alunos da pré-escola, 1º e 2º ano. Na segunda, voltam parcialmente alunos de creches, 3º ao 6º ano e 9º ano. Na 3ª e última etapa, mais alunos de creches e 6º ano, alunos do 8º ano, PEJA e Classes Especiais.

Para evitar aglomeração, a quantidade de alunos nas unidades estará condicionada às condições epidemiológicas de cada Região Administrativa da cidade. Se a situação estiver Moderada (bandeira amarela), as unidades escolares poderão receber 75% de seus alunos. Se estiver Alta (bandeira laranja), 50% de sua capacidade. E se estiver Muito Alta (bandeira vermelha), 30% da capacidade.

O Plano de Volta às Aulas prevê três principais pontos: protocolo sanitário, monitoramento contínuo e plano de contingência. É um plano rigoroso para dar segurança a nossa comunidade escolar. Está chegando a hora de reabrir as escolas com toda a segurança que o atual momento exige, pois estamos pensando nas nossas crianças e jovens que precisam recuperar o tempo perdido“, afirmou Ferreirinha.

Protocolo

As unidades de ensino receberão ações de limpeza e desinfecção, segundo as recomendações da Anvisa, e o chão das unidades terão marcações para facilitar o distanciamento necessário. As janelas e portas ficarão abertas para facilitar a ventilação, e atividades ao ar livre terão prioridade. As mesas dos professores ficarão, no mínimo, distantes 2 metros da dos estudantes. Entre os alunos, a distância das carteiras será de 1,5 metro.

Fica proibida a realização de eventos que gerem aglomerações (feiras, palestras, seminários, festas, assembleias, competições e campeonatos esportivos) e o uso de materiais de difícil higienização (massinhas de modelar, jogos de peças pequenas etc). Além disso, os alunos não poderão compartilhar objetos pessoais, como livros e canetas.

Os parquinhos das unidades serão usados apenas por crianças de até 10 anos, que deverão manter a distância de 1,5 metro umas das outras. As bibliotecas estarão liberadas, desde que respeitando o distanciamento e garantindo que os funcionários higienizem as mãos com álcool em gel 70% antes e depois de manusear o acervo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui