Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e a secretária municipal de Assistência Social, Tia Ju, que está à frente da iniciativa - Foto: Reprodução/Internet

O próximo domingo (28/06) marca o Dia Internacional do Orgulho LGBTQ+. Para celebrar a data, tão importante no combate ao preconceito, a Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS-Rio) em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), inaugurará, às 11h, um hotel no Centro da capital fluminense com 50 vagas para gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais em situação de rua e vulnerabilidade social, principalmente aquelas pessoas vítimas da crise sanitária causada pela pandemia do Coronavírus.

A cerimônia de abertura do espaço será realizada pela secretária municipal de Assistência Social, Tia Ju, e pelo coordenador especial da Diversidade Sexual, Nélio Georgini. Além de poder morar no hotel, localizado na Rua Tenente Possolo, nº 49, os habitantes terão direito a refeições diárias.

Na ocasião, os 12 primeiros moradores do abrigo CPA4, que vai funcionar em parceria com o núcleo de atendimento Luana Muniz – que ganhou esse nome em homenagem à travesti Luana Muniz, que desenvolveu um trabalho social na Lapa e abrigou durante décadas travestis e pessoas trans em um casarão – serão apresentados ao novo espaço dedicado à comunidade LGBTQ+.

”O abrigo com vagas direcionadas para o público LGBTQ+ chega em um dos momentos mais críticos, economicamente falando. É um projeto que estamos trabalhando com a Assistência Social e a Tia Ju para fazer dele uma oportunidade permanente para essas pessoas que precisam de suporte. Sabemos que os casos de agressões aumentaram durante a pandemia. Já existia, por exemplo, a dificuldade das pessoas transexuais de conseguir empregos no mercado formal, pois, infelizmente, a discriminação continua grande. Diante da crise da Covid-19 que estamos enfrentamos, esse grupo também foi fortemente atingido”, ressalta Nélio.

Desde que assumiu a pasta, Tia Ju tem buscado parcerias com a CEDS para dar um atendimento diferenciado à população LGBTQ+ que vive em situação de vulnerabilidade social.

”As nossas equipes de abordagem já realizam diversos atendimentos à população LGBTQ+ que vive em situação de rua, oferecendo acolhimento e toda a assistência necessária. A diferença é que, agora, eles terão um espaço de acolhimento voltado somente a eles, com uma equipe capacitada especificamente para atendê-los. Isso traz mais dignidade para o acolhido, que merece todo nosso cuidado e atenção. Tenho certeza que muitos aceitarão o acolhimento a partir de agora”, diz Tia Ju.

Nesta sexta-feira (26/06), a Rio Star, maior roda gigante da América Latina, localizada na Zona Portuária da cidade, anunciou que irá hastear, no próximo domingo, também em comemoração à data, um bandeirão personalizado com as cores do arco-íris, que ficará exposto na parte estática do brinquedo durante toda a manhã.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui