Prefeitura do Rio volta atrás e inclui União da Ilha no Réveillon da Praia da Bica

Repercussão negativa da exclusão da União da Ilha do Réveillon do próprio bairro, noticiada pelo DIÁRIO DO RIO, fez Prefeitura voltar atrás e acrescentar a escola no line-up da festa

Fachada da quadra da União da Ilha do Governador - Foto: Reprodução

A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu incluir a escola de samba União da Ilha do Governador na festa de Réveillon da Praia da Bica, a mais famosa do bairro. O bairro fica na Zona Norte da capital fluminense.

De acordo com a programação inicial divulgada na última quarta-feira (21) pela Riotur, o evento teria como atrações musicais apenas os grupos de pagode Tá na Mente e Coisa Séria, a cantora de funk MC Rebecca e a bateria da escola de samba Estação Primeira de Mangueira.

Acontece que a exclusão da agremiação insulana do evento de Ano Novo do próprio bairro do qual ela é cria acabou deixando os moradores locais bastante irritados, gerando muitas críticas nas redes sociais. Após o DIÁRIO DO RIO noticiar a situação e diante da repercussão negativa, então, o Poder Executivo carioca decidiu pela alteração do line-up, o que foi festejado pela União da Ilha.

”Comunidade insulana, uma grande notícia no começo da tarde desta quinta-feira, e não poderíamos deixar de compartilhar com todos vocês! A União da Ilha do Governador está confirmada no tradicional Réveillon da Praia da Bica (sem ônus para a Prefeitura), juntamente com a escola coirmã Mangueira. Vamos celebrar a chegada de 2023 com a nossa agremiação. Traga sua família e amigos! Afinal: ‘O Rei mandou festejar. Eu vou”’, dizia a publicação no Instagram.

Fundada em março de 1953, a União da Ilha tem 69 anos de existência e pertence atualmente à Série Ouro, segunda divisão do Carnaval do RJ. Em 2023, tentando retornar ao Grupo Especial, será a 6ª escola a desfilar na Marquês de Sapucaí, no dia 18 de fevereiro.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui