Procon Carioca notifica empresas responsáveis pelos shows de Ivete Sangalo e Ludmilla, cancelados recentemente

Órgão municipal do Rio quer apurar possível violação ao Código de Defesa do Consumidor devido à ausência de informação clara sobre os desdobramentos em decorrência dos cancelamentos para quem já adquiriu ingressos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Ivete Sangalo e Ludmilla em show juntas - Foto: Reprodução/Internet

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio do Procon Carioca, órgão vinculado à Secretaria Especial de Cidadania, notificou as empresas ”BPC Participações e Produções Artísticas” e ”Eventim” a prestarem esclarecimentos, no prazo máximo de 48 horas, em relação à comercialização de ingressos para as turnês ”A Festa”, de Ivete Sangalo, e ”Ludmilla – In the House”, da cantora homônima.

O objetivo é apurar possível violação ao Código de Defesa do Consumidor devido à ausência de informação clara sobre os desdobramentos em decorrência do cancelamento para os consumidores que já adquiriram os ingressos.

O show de Ivete Sangalo no Rio estava programado para ocorrer em 12 de abril de 2025, no Estádio Nilton Santos, no Engenho de Dentro, Zona Norte da cidade. Na última quarta-feira (15/05), porém, a notícia do cancelamento do evento foi amplamente divulgada por diversos meios de comunicação e nas redes sociais da artista baiana.

Advertisement

Na mesma data, foi anunciado que a apresentação de Ludmilla, inicialmente programada para acontecer neste sábado (25/05), na Farmasi Arena, na Barra Olímpica, Zona Oeste da capital fluminense, também havia sido cancelada.

Renata Ruback, diretora-executiva do Procon Carioca, ressalta que as empresas optaram por realizar a venda de milhares de ingressos de forma antecipada e, sem explicações suficientes, cancelaram os eventos.

”As empresas limitaram-se a informar sobre a indisponibilidade dos ingressos no site de vendas, sem divulgar como seria realizado o atendimento aos consumidores que já compraram os ingressos”, explica Renata.

O Procon Carioca solicita ainda que a ”BPC” e a ”Eventim” informem como se dará o ressarcimento de eventuais prejuízos do público vindo de outras cidades e estados para os shows, em relação à hospedagem e passagens aéreas ou rodoviárias. Diante disso, o órgão municipal notificou as empresas para apresentarem esclarecimentos visando garantir os direitos dos consumidores que já adquiriram os ingressos.

Tanto a ”BPC” quanto a ”Eventim” terão que informar ao Procon Carioca quantos consumidores adquiriram os ingressos para os dois shows; quais foram os motivos específicos que levaram ao cancelamento das turnês; e quais serão os meios utilizados pela organização do evento para informar e ressarcir os consumidores.

De acordo com o Procon Carioca, tudo precisa ser apresentado de forma detalhada, incluindo o plano de contingência que será aplicado e quais serão as condições e prazos estabelecidos para devolução dos valores.

O Procon Carioca ressalta ainda que, caso o consumidor tenha dificuldades de solução junto à organização dos shows, poderá buscar auxílio do órgão registrando reclamação nos canais de atendimento disponibilizados pelo mesmo.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Procon Carioca notifica empresas responsáveis pelos shows de Ivete Sangalo e Ludmilla, cancelados recentemente
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui