O governador Wilson Witzel (PSC) está realmente surpreendendo e tentando aumentar o potencial turístico do Rio de Janeiro. De acordo com o colunista Ancelmo Gois/O Globo, Witzel está estudando uma proposta de construção de um parque de neve, com pista de esqui e patinação no gelo, na Quinta da Boa Vista.

Seria nos moldes do “Snowland”, do grupo gaúcho Gramado Parks, o mesmo que ergue a Rio Star, a roda gigante no Porto Maravilha.

A Quinta da Boa Vista tem dado sinais de valorização, como o Safari no RioZoo que deve inaugurar em janeiro de 2020. No espaço, de 22 mil metros quadrados, será possível fazer um safári para observar casais de girafas, zebras, gazelas, hipopótamos e avestruzes.

Apesar de hoje degradado, a região no entorno da Quinta da Boa Vista, foi a morada da Família Imperial e tem um potencial altíssimo. Quem sabe no futuro no lugar e morar no Leblon ou na Barra, nossos netos vão querer morar em São Cristovão?

4 COMENTÁRIOS

  1. UMA VALORIZAÇÃO DA REGIÃO DA QUINTA DA BOA VISTA, SERIA UM ÓTIMO INVESTIMENTO, MELHORANDO A OFERTA DE INFRAESTRUTURA PARA INSTALAÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS, HOTELEIROS E EMPRESARIAIS.

  2. De qualquer maneira, a ideia da Gramado Parks é sensacional! Tem que ser permanente. Só acho que ao invés de ser na Quinta da Boa Vista, poderia ser nos arredores dali pois tenho medo da instalação de um parque como esse danificar a Quinta e seus jardins. E trazer essa ideia de esqui e neve para um país tropical é excelente pois sinto falta de esquiar desde que aprendi durante meu intercâmbio em Toronto no Canadá e aqui no Brasil/Rio não temos muitas opções, hahahahaha

  3. A noite na região da Quinta é um horror. Geralmente pelas manhãs recebe muitos corredores e praticantes de esporte. Mas ela fica bonita mesmo nos fins de semana, especialmente, domingos: crianças, famílias, piqueniques, esportes, eventos culturais, pessoas se exercitando, etc. Fica um lugar cheio de vida, agradável. Dom Pedro II nasceu e passou sua infância e adolescência naqueles jardins. É um lugar rodeado de paisagismo, jardins, lagos, arquitetura clássica e monumentos: uma beleza ímpar. E tem uma ótima vista do Corcovado também. Se a mentalidade do brasileiro e de nosso governo valorizasse história e patrimônio a região da Quinta da Boa Vista seria um Central Park do Rio. Para valorizar a região, creio que além dos projetos residenciais bonitos que já existem ali, deve ser criado algo naquele entorno, tipo lojas comerciais, culinária, etc. Bons restaurantes, pizzarias, sorveterias com tendas que se estendam sobre as calçadas trazendo vida, beleza e dinamismo ao local. Colocar luzes ali. E esperamos a reforma o mais rápido possível do Museu Nacional/Imperial. E que tenha uma decoração/iluminação bem bonita quando ficar pronto. Me dói ver o Palácio Guanabara bem iluminado a noite porque é sede do governo enquanto um lugar importante para a história do País e um centro de cultura fica em completa escuridão e abandonada por conta de um lamentável incêndio. A Quinta é um dos poucos lugares na Zona Norte que atrai turistas estrangeiros, não é raro tu ver alguns deles lá falando idiomas diferentes. Além disso, anseio pelo dia em que a iniciativa privada e alguma construtora implante ali próximo a Quinta da Boa Vista um Shopping Center de grande porte. Isso revitaliza/valoriza qualquer região. São Cristóvão é um bairro extremamente residencial: crianças, jovens, etc e a única opção mais perto de shopping que os moradores tem é o Shopping Tijuca.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui