Serviço de poda de árvores é o que aguarda maior número de atendimentos da prefeitura até maio deste ano

Os dados são da Central 1746

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Garis da Comlurb trabalhando em operação na Linha Vermelha - Foto: Divulgação

O serviço de poda de árvores pela prefeitura do Rio de Janeiro possui a maior fila de espera para atendimento entre todos os serviços disponibilizados pelo poder público municipal. De acordo com dados da Central 1746, até esta quarta-feira (22), mais da metade destas solicitações seguem aguardando a prestação do serviço (51,7%).

A Central 1746 disponibiliza relatórios atualizados regularmente em sua plataforma. Em termos de demanda, o levantamento mostra que a poda de árvores em logradouros é o oitavo serviço com o maior número de solicitações feitas esse ano. Entre janeiro e maio, foram 12.606 pedidos para o serviço em toda a capital fluminense.

De acordo com as informações da Prefeitura, a poda de árvores é realizada após avaliação de um engenheiro florestal ou agrônomo, que apresenta um laudo técnico avaliando a necessidade ou não deste manejo arbóreo. O prazo de atendimento é de até 240 dias.

Advertisement

A frequência de chamados para poda de árvore tem apresentado regularidade ao longo destes primeiros meses de 2024, variando entre 2.900 e 2.700 pedidos por mês aproximadamente. Nos primeiros 20 dias de maio, foram 1.520 solicitações. Proporcionalmente, eles representam 3,42% do volume total de serviços do executivo municipal.

No mesmo período do ano passado, a Central 1746 recebeu 14.351 solicitações para poda de árvores. Apesar do aumento de solicitações, a proporção de pedidos em espera era de apenas 25,1%. Em comparação ao período de janeiro a maio de 2023, os números de 2024 mostram que o percentual de reclamações quanto ao serviço diminuiu; queda de 6,3% para 2,4%. Atualmente, este percentual está abaixo da média de reclamações feitas à central de ouvidoria da Prefeitura (3,9%).

Em termos geográficos, 45,1% do total de solicitações se refere a localidades na zona oeste do Rio (5.689). A zona Norte apresentou 4.809 solicitações entre janeiro e maio deste ano, enquanto a zona sul soma 1.046 pedidos. As regiões do centro e centro histórico da cidade concentram 487 chamados para este serviço.

Criada em 2011, a Central 1746 representa a central única de teleatendimento da prefeitura do Rio. Através deste número, é possível solicitar troca de lâmpada, denunciar focos de dengue, solicitar poda de árvores, entre outros serviços. Todas as solicitações possuem um prazo pré-estabelecido para serem atendidas.

A Comlurb informa que todos os pedidos de poda realizados via 1746 são atendidos com vistoria. O serviço só é realizado se a vistoria constatar a real necessidade por meio de laudo fornecido pelos engenheiros florestais e agrônomos. Quando a árvore está em contato com a rede elétrica, é preciso atuação conjunta com a Light para garantir a segurança dos garis. Se a vistoria apontar algum tipo de risco, a poda é feita em seguida. Se não, o manejo entra na programação para ser realizado. É importante lembrar que a realização de serviços de manejo de árvores em vias movimentadas, envolve uma operação mais complexa. Isso se deve à necessidade de cooperação com outros órgãos para o fechamento total ou parcial das vias, além da colaboração dos moradores, evitando o estacionamento de veículos. Os manejos que dependem do apoio da Light também demandam um tempo maior para execução. A Comlurb ressalta que a média de atendimento do serviço, no que só depende da Companhia, está em torno de 70%, incluindo todos os manejos e não só os demandados via 1746”, afirmou a equipe de assessoria da Comlurb, em nota para esta reportagem.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Serviço de poda de árvores é o que aguarda maior número de atendimentos da prefeitura até maio deste ano
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui