Vereador Gabriel Monteiro vira réu após filmar sexo com adolescente

A Justiça aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público após o Vereador filmar ‘relações sexuais’ com uma adolescente de 15 anos

Foto: Reprodução/Redes sociais

O vereador Gabriel Monteiro (PL) virou réu depois que a Justiça aceitou a denúncia feita em 8 de abril pelo Ministério Público do Rio (MPRJ) por filmagem feita por ele tendo relações sexuais com uma adolescente de 15 anos. No documento, o MPRJ pedia que o parlamentar fosse condenado pelo crime.

Na noite da última terça-feira, (17/05), o juiz em exercício Marcelo Almeida de Moraes Marinho, do VII Juizado da Violência Doméstica, afirmou que estão “presentes na denúncia pressupostos legais autorizadores do exercício do direito de ação penal”.

O Ministério Público alegou que “de forma livre e consciente, Gabriel filmou através de telefone celular cena de sexo explícito”. A ação apontava que a vítima e o parlamentar se conheceram em uma academia no condomínio de luxo onde o vereador mora. O MPRJ ainda salientou que os dois trocaram mensagens pelo celular e que Gabriel chamou a adolescente para ir até a sua mansão, localizada na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Uma denúncia já havia sido aberta na Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Decav) pela mãe da adolescente, por conta do vazamento das imagens íntimas nas redes sociais. Na ocasião, Gabriel afirmou que não sabia a idade verdadeira da menina, que disse a ele ser maior de idade. A jovem e sua mãe, durante depoimento, confirmaram a versão do parlamentar.

Ainda em uma reunião na tarde de terça-feira, (17/05), o Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro indeferiu o pedido da defesa do vereador Gabriel Monteiro, para que fosse anulado o processo que avalia denúncias de quebra de decoro contra ele.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. O fato é que ter relações sexuais de forma consentida, com adolescente maior de 14 anos, não é crime (se é moral ou não é outra questão)…. mas a divulgação de vídeos e fotos envolvendo menor de 18 anos, é sim. Então que sejam punidos aqueles que divulgaram e tem posse desse material, seja quem for.

  2. é mesmo de admirar, um sujeito que teve um numero expressivo de votos na ultima eleição para vereador e se deixar levar por essa leviandade. Nunca houve de sua parte, interesse na defesa dos direitos do cidadão carioca. Agora, chora neném, chora !!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui