Largo do Bicão, uma espécie de ''sub-bairro'' da Vila da Penha - Foto: Reprodução/Internet

Localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro, a Vila da Penha é considerada um dos bairros mais charmosos do Subúrbio carioca. Há quem diga, inclusive, que morar na ”VP” (como é carinhosamente chamada) é melhor do que viver, por exemplo, em bairros como o Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste, que é cercado por praias. E, pensando justamente nos habitantes locais e em seus hábitos, o DIÁRIO DO RIO lista 9 coisas que só os moradores da Vila da Penha entendem. Confira.

1 – Vila da Penha, Penha Circular e Penha: não são ”tudo a mesma coisa”

Vista que engloba boa parte da Vila da Penha, Penha Circular e, ao fundo, a Igreja da Penha (que fica na Penha, ok?) – Foto: Reprodução/Internet

Não dá pra começar essa matéria sem ser por esse assunto. Geralmente, quem é totalmente de fora do eixo Vila da Penha-Penha Circular-Penha pensa que são ”tudo a mesma coisa”. Porém, diferentemente, por exemplo, da região composta por Afonso Pena-São Francisco Xavier-Saens Peña, que são localidades pertencentes a um só bairro (Tijuca), a VP e suas respectivas adjacências citadas são 3 bairros diferentes – embora sejam interligados praticamente da mesma forma que a referida região tijucana. E quando os moradores da Vila da Penha ouvem alguém da Penha Circular dizer que mora na VP?! Rapaz, o bicho pega. Cada qual no seu quadrado, né?!

2 – Carioca Shopping: eu posso criticar, mas você, não

Entrada principal do Carioca Shopping, na Avenida Meriti – Foto: Reprodução/Internet

Único empreendimento comercial desse porte na Vila da Penha, o Carioca Shopping é composto por estabelecimentos tradicionais de diversos segmentos, como Smart Fit, Renner, Riachuelo, C&A, Cinemark, Mc Donald’s, Spoletto e até Outback. O local, embora não seja, digamos, completo, tem bastante coisa. Mas sabe aquele velho ditado de que ”a grama do vizinho é sempre mais verde”?! Então, a população da VP não costuma lá dar muito valor ao empreendimento. Há diversas críticas, principalmente em relação ao tamanho – embora o local esteja sempre tentando se expandir. Agora, vai você, de fora da Vila da Penha, falar mal do shopping?! Nem se atreva! Essa é uma atribuição exclusiva dos moradores locais, que defendem com unhas e dentes quando algum ”forasteiro” critica o local. E tenho dito!

3 – Cortar caminho pela entrada da C&A do Carioca e dar uma voltinha no shopping: quem nunca?

Famosa entrada da C&A pela Avenida Vicente de Carvalho, onde costuma-se cortar caminho para chegar à Vila da Penha, dando uma voltinha no shopping antes – Foto: Reprodução/Internet

Ainda falando de Carioca Shopping, é tradição entre os moradores da Vila da Penha cortar caminho pela entrada da C&A localizada na Avenida Vicente de Carvalho. Quem faz isso, principalmente, são os moradores do bairro que saltam na estação Vicente de Carvalho – bairro vizinho – tanto do metrô quanto do BRT e utilizam essa ”passagem alternativa” para chegar à VP. A maioria trabalhadores voltando do trabalho, aproveitam para dar uma passadinha no shopping antes de chegar em casa. Errado não tá, né?!

4 – Oliveira Belo: a ”orla” da Vila da Penha

Avenida Oliveira Belo, onde moradores da Vila da Penha fazem suas corridas e caminhadas como se estivesse num calçadão da praia – Foto: Reprodução/Internet

A Vila da Penha, por não estar localizada na região ”litorânea” da cidade, obviamente não possui nenhuma praia. Entretanto, o bairro tem uma certa localidade específica que é ”quase” isso: a Avenida Oliveira Belo (que, inclusive, o DIÁRIO DO RIO falou especificamente sobre, em novembro do ano passado). Mas o que tem a ver, de fato, a Oliveira Belo com as praias cariocas? Pois bem, a avenida, dividida em mão dupla por meio de um rio, serve como uma espécie de ”calçadão” para os moradores da região. Caminhar ou correr na Oliveira Belo é, para o morador da Vila da Penha, como estar passeando na Vieira Souto, em Ipanema, ou na Delfim Moreira, no Leblon. E, assim como nos calçadões cariocas, em que há os quiosques, a Avenida Oliveira Belo é munida de diversificados bares para ”refrescar” os frequentadores locais. Certamente, a Oliveira Belo é a ”orla”da Vila da Penha!

5 – Academia popular da Oliveira Belo: ”Um dia vou malhar aí”

Academia popular da Oliveira Belo – Foto: Reprodução/Internet

Ainda falando de Oliveira Belo, o local é tão bacana que possui uma academia popular. E não estou falando de algumas barras de musculação que têm nas praias do Rio, não, mas sim de uma academia, mesmo, com aparelhos para malhar braços e pernas, com pesos e tudo mais. E isso tudo ao ar livre! Embora não seja um espaço grande – longe disso -, dá tranquilamente para fazer musculação. Quem nunca passou por lá, ficou observando a academia e pensou, pelo menos uma vez: ”Um dia vou malhar aí”?! Agora só falta botar a ideia em prática, né?

6 – Futebol e crianças brincando nas praças da Cetel, Volta ou Viseu

Respectivamente, praças da Cetel, da Volta e do Viseu, lugares tradicionais da Vila da Penha para se jogar futebol ou para crianças brincarem – Foto: Reprodução/Internet

5: Se você mora na Vila da Penha, gosta de jogar futebol e nunca praticou a atividade – ou nunca levou seus filhos para brincar – nas praças da Cetel, da Volta ou do Viseu, olha, tá precisando rever seus conceitos. As 3 são points do bairro e vivem diariamente cheias de jogadores amadores e de crianças brincando – antes da quarentena, claro.

7 – ”Carnabicão”: o Carnaval mais famoso (e perigoso) da Vila da Penha

Flyer criado em tom de brincadeira fazendo alusão aos perigos do Carnabicão – Foto: Reprodução/Internet

Quando chega a época do Carnavalque nem sabemos se acontecerá em 2021, devido à pandemia do Coronavírus -, o cidadão carioca, de maneira geral, já pensa logo no desfile das escolas de samba na Marquês de Sapucaí ou nos blocos do Centro ou Zona Sul. Entretanto, o morador da Vila da Penha que não deseja ir para longe curtir a folia, tem sua própria festa. Trata-se do popular ”Carnabicão”. É impossível morar na VP e não ter pelo menos ouvido falar do Carnaval de rua realizado no Largo do Bicão, uma espécie de ”sub-bairro” da região. Anualmente, a redondeza fica cheia de barracas e tomada de foliões. É bem verdade que o Carnabicão não é lá uma das festas mais seguras do Rio de Janeiro (como mostra a foto acima – que é uma brincadeira e não uma programação de verdade, ok?), mas certamente faz parte da cultura do bairro.

8 – Olimpo: eternamente o ”templo” da Vila da Penha

Fachada do Olimpo à época em que a casa recebia eventos de funk e pagode semanalmente – Foto: Reprodução/Internet

E por falar em cultura da Vila da Penha, agora num teor mais nostálgico, o bairro abrigou por cerca de 15 anos uma das casas de shows mais famosas do Rio de Janeiro, o Olimpo, inaugurado em 1999 e fechado desde 2015. Por lá, passaram diversos nomes de sucesso da música nacional, como Roberto Carlos, Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Zeca Pagodinho, Charlie Brown Jr., O Rappa, entre inúmeros outros. A partir de uma determinada época, a casa reformulou sua programação e passou a investir mais em programações semanais repetidas, como, por exemplo, eventos de ”pagofunk” – com direito a banho de espuma – matinês e as conhecidas festas Planet e Gênesis, deixando um pouco de lado os shows de grande porte. A cerveja e os bilhetes de entrada costumavam ser baratíssimos, e isso acabava fazendo o local ter público todos os dias em que estava aberto – até se fosse segunda-feira. Para a vizinhança do Olimpo, principalmente, ou os moradores da Vila da Penha que não gostavam da casa, era um tormento o barulho causado pelas festas, a tradicional bagunça na porta e o trânsito no entorno do local. Entre prós e contras, fato é que o Olimpo, com certeza, está na história da Vila da Penha e traz saudade a seus frequentadores!

9 – Balle/Sir. Walter Pub: o bar que trouxe um ex-Iron Maiden à Vila da Penha e que viralizou por causa de Neymar

Respectivamente, flyers de divulgação do show do ex-Iron Maiden Blaze Bayley e da super-promoção de bebidas a cada tombo de Neymar – Foto: Reprodução/Internet

Para encerrar, e ainda falando num sentido de lazer, a reportagem traz o Sir. Walter Pub (que anteriormente se chamava Balle Pub), um bar de rock que recentemente entrou para a história da Vila da Penha devido a 2 fatos. O primeiro deles, quando ainda era Balle, ocorreu em junho de 2016, quando um dos ex-vocalistas do Iron Maiden, Blaze Bayley, fez um show solo na casa. É isso mesmo, amigos: um ex-integrante de uma das maiores bandas de heavy metal de todos os tempos se apresentou na Vila da Penha, e num espaço de pequeno porte como é a casa. O outro fato, agora já como Sir. Walter, aconteceu cerca de 2 anos depois, durante a Copa do Mundo de 2018. Na época, o atacante Neymar, da seleção brasileira, vinha sendo muito criticado por cair muitas vezes no chão durante as partidas, como se estivesse fazendo um drama desnecessário. Então, o Sir. Walter prometeu que, no jogo seguinte, que seria pela última rodada da fase de grupos, daria shot de bebida gratuitamente aos clientes a cada tombo de Neymar. A notícia viralizou – inclusive a nível mundial – e na referida partida a casa ficou completamente lotada, sendo necessário até agendamento prévio para os clientes garantirem seus lugares. E promessa é dívida, né? A cada vez que o camisa 10 da Seleção caiu, os clientes ganharam seus shots.

Torcedores vibrando com tombo de Neymar e, posteriormente, recebendo a rodada de bebidas cedida gratuitamente pela casa – Fotos: Fábio Guimarães

E aí, morador da Vila da Penha, o que ficou faltando?



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

68 COMENTÁRIOS

  1. O que dizer dessa confusão de bairro perto do carioca? Vila da penha/ Vila Kosmos/ Vicente de Carvalho. Muita gente que mora na Vila da Penha tb gosta de frequentar a Pça do Iapi da Penha.

  2. Valeu 20% da homenagem, mas não é de um morador da Vila da Penha. Largo do Bicão é mais do que isso em história. Outra coisa:” a região composta por Afonso Pena-São Francisco Xavier-Saens Peña, que são localidades pertencentes a um só bairro (Tijuca)”, não são Tijuca, mas entre eles tem o Engenho Velho. Tijuca mesmo só a Praça Saens Pena. Nasci praticamente na Tijuca central e casado morei na Pracinha da Cetel na Vila da Penha. Isso anos 70. Outro bairro, outra cultura e outros costumes gastronômicos. Faltaram restaurantes e padarias que tinha um bom cardápio. Mas o resto valeu a pena o comentário.

  3. Faltou uma matéria sobre a Praça do Carmo , aonde nenhum restaurante dura mais de 5 anos , incrível é que nenhuma grande loja comercial dure muito tempo lá.

  4. Faltou falar dos bailes charme e funk-melode do saudoso Mello Tênis Clube, e também dos saudosos Rei do Limão que ficava na Av. Brás de Pina no Bicão, e também do trailer do Belo que funcionava justamente onde hoje é a academia popular da Oliveira Belo, famoso por seu sanduíche “xtudo belo” de 3 andares !

  5. Faltou falar também do Restaurante Mês Amis que hora se encontra fechado e ainda se localiza na esquina da Rua da Inspiração com a Av. Brás de Pina. Tinha uma Comida ótima e diferenciada e cervejas de qualidade e muito Gelada e sem falar do bom atendimento dos de todos da casa. Saudades!

  6. Praça do Viseu é na vila da penha e não Praça do Carmo!!
    Sou cria da VP e realmente era um paraíso, porém a criminalidade acabou com o brilho do bairro, que podíamos viver na rua de madrugada até 2005, depois só foi piorando!!!! Onde hoje é a academia popular, tinha o trailer do Bello, melhor hamburguer e cachorro quente, era certo na madruga a parada antes da cama!!!
    Como todo o Rio, tudo em relacao a segurança, só piorou!!!
    Saudade do colégio Miguel Ângelo, festa da Paula Aquiles, baile do Mello, festa do bicao… meu play era na rua Corintias, segunda casa!!
    Tempos bons que nossos filhos não conseguem nem imaginar!!!!
    Abc

  7. Faltou falar dos cinemas.
    Cine Carmoli
    Cine Mello
    E o clube mais antigo situado na rua Ápia.
    Que minha mente no momento me traiu e nao lembro o nome.

  8. Faltou citar tb os famosos que moraram no bairro, como os jogadores Romário, Carlos Alberto, o ator Hélio De La Peña do Casseta & Planeta, entre outros. Dos clubes do Mello e do Sargento.

  9. Eu tive,e tenho o maior prazer,de ter feito muitos amigos, aí nesse bairro,que eu jami, esquecerei,meu nome é Geraldo, sou morador de Padre Miguel,tenho 68 anos e passei um pouco de minha infância, jogando peladas ,na quadra enfrente a CETEL,os meus amigos,que nunca vou deixar de esquecer, aliás me desculpem,daqueles,que eu não lembrar o nome, São de eles,Leonardo,e seu irmão não lembro,se é Adilson,Kiko,Viola e seu irmão, não lembro,nome, Claudio (Capetinha,kk), meu primo, Gerson,e o Preguiça,( Alexandre Torres), filho do Capitão Carlos Alberto Torres,devo lembrar,que eu,e mais alguns amigos, também, entramos de penetra ,em um, Casamento,de um jogador do Vasco,em ,uma igreja,que fica na mesma rua atrás da CETEL,onde o padrinho de casamento,nada mais era do que,o senhor Mario Travagline,técnico do Vasco na época, não lembro nome do noivo,talvez seria o Jorginho Carvoeiro,e é isso gente obrigado pelas lembranças,um grande abraço pra todos moradores,da VILA DA PENHA abraços.

  10. O João Antonio mostrando que não conhece nada da VP. Todas as praças se encontram na VP, e Praça do Vizeu ser Praça do Carmo? Tá suoer longe amigão. Eu colocaria o antigo pega entre o bicão e Oliveira Belo em épocas de copa do mundo principalmente.

  11. Faltou falar tambem das adegas costelinha , adega douro e duas nações alem do antigo bar Canarinho onde a turma de 60 anos p mais curtiu a adolecencia e mocidade !!!
    Mas valeu !!!

  12. Cara… em 1972, fui morador de Vista Alegre, bairro adjacente, em 1986, mudei para a V.P., sempre no entorno ou de cara pro Largo do bicão, ENTENDAM, Largo do bicão não é um bairro, é um dos nossos POINTS, Praça da Volta, não é um bairro, é outro POINT ( REFERÊNCIA A OUTRO COMENTÁRIO) Faltou, como falaram, Melo, Clube dos subtenentes e sargentos,A grande Sem Saída, hoje Coco Mambo, nem isso devemos ao Recreio, e agora uma grande noite, Parada 21, É nosso orgulho maior, a grande rêde de supermercados e de agências bancárias.
    EU AMO A V.P… ???

  13. O Largo do Bicão e o Viseu ficam no Bairro Vila da Penha para quem discordou acima. Eles não são bairros ssim pontos do bairro. A Praça do Carmo já começa como bairro Penha e não Vila da Penha. E o Bar do Romário no Quitungo já pertence a Braz de Pina É quem morou ao lado do Extra do Bicão foi o Capitão da seleção Carlos Alberto.Assim vejo que até os próprios moradores fazem confusão.

  14. Discordo, pois ,o carioca shopping fica em vila kosmos, o Olimpo na praça do Carmo e comparar o valão da Oliveira belo com a orla do leblon é sacanagem

  15. Faltou falar da praça do Carmo.
    Que ostento os melhores cinema era tabem Pinto de encontro para depois que saíamos do cinema para comeremos uma ptiza na Carmo li.

  16. De fato, a VP é um bairro encantador.
    O sambista Luiz Carlos da Vila, hoje habitando outro patamar, afirmaria o mesmo.
    O que encanta no local é a possibilidade de um novatp chegar sem avisar e logo fazer amizade. As pessoas são acessíveis.
    A VP, a despeito de moderna, conserva um bucolismo que evoca a noção de felicidade.
    Falo isto, na condição de morador de Vista Alegre, um ovinho de bairro, amigo da VP, que ostenta essas mesmas características.
    Aproveito para fazer uma propaganda de meu futuro restaurante, especializado em bacalhau, na Avenida Brás de Pina, bem no olho do furacão – só esperando a tempestade passar.
    Venham conhecer o Vista Alegre também. Tenho 61 anos de casa, e sei bem do que estou a falar.
    Sobre a VP deixaram de falar da Adega Duas Nações.
    Se vierem só Vista Alegre, falem do Riviera.
    Esses dois bares resumem bem o que são os bairros.
    Neles um bairro visita o outro e vice-versa, sem inveja, e com muito amor.

  17. Algumas correções:
    1 – Olimpo não fica na Vila da Penha, assim como o Mello TC. Ficam na Penha Circular;
    2 – Praça da Volta fica em Vicente de Carvalho;
    3 – Praça do Viseu fica na Penha Circular;
    4 – Carioca Shopping fica em Vicente de Carvalho;
    5 – E pra finalizar, quem mora no Ipase não mora na VP. Mora em Vila Kosmos.

  18. Sabe ,me criei em Madureira. Na Estrada da Portela “RESIDENCIAL DA DAS DECADAS DE 50 E 60. JOGUEI MUITA BOLA NO MELLO E VOCES ESQUECERAM O CINE MELLO, ONDE NAMOREI MUITA MULHER BONITA E O VILA KOSMOS AO LADO DA STANDARD ELETRIC E A LUSTRENE DEPOSITO.VI ROMARIO INICIAR SUA CARREIRA NOS IMUMEROS CAMPINHOS DE FUTEBOL E DEI MUITO CASCUDO NELE JUNTO COM.O PAI.ERA FOMINHA DEMAIS E NSO PASSAVA BOLA. SEMPRE FOI CRACKAO DE BOLA. A IGREJINHA ERA MEU EXERCICIO .SUBIA E DESCIA A ESCADARIA 2 VEZES POR DIA QUANDO LA ESTAVA E NAMORA MUITO AQUELAS MULHERES DA DE MILLUS E DA FABRICA DO SEU ARMENIO E FILHOS DA FABRICA DE MOVEIS CIRCULAR….QUASE CASEI COM.UMA ! MAS QUE FOI CRIADO NA PORTELA TINHA MUITA OPCAO NO VELHO IMPERISL BASKET CLUB, PORTELAO E ESTRADO SAPE PARA A DIRECAO DE OSVALDO CRUZ, ONDE FICA NA REALIDADE O PORTELAO COM A VILMA, DA. ZURICA E SUA SUPER FEIJOADA E O TIME DA VELHA GUARDA COM MONARCO, PAULINHO DA VIOLA, ZECA PAGODINHO E

  19. Moro na VP desde que nasci, e não saio daqui nem se ganhar na mega sena. A reportagem está perfeita, faltou só falar do polo gastronômico da Oliveira Belo…

  20. Esqueceram tbm do Sem saída na padre f
    Roser que tbm é na Vila da Penha . De segunda a Segunda. Esqueceram tbm do pega na Avenida Brás de pina na saída do Melo. Do cachorro quente na oliveira belo de madrugada . Tanta coisa. Viva a Vp

  21. Um dos maiores arrependimentos que eu fiz foi ter vendido minha casa aí na Vila da Penha que saudades de tantas coisas enfim se Deus permitir quem sabe eu volto para Vila da Penha que saudades

  22. Acertou um pouco…faltou muito!
    Sun shake
    Casarão (o verdadeiro)
    Coisas da massa
    PEGA DO CASARÃO
    Marrequinha
    Festa junina da coragem
    // rua volta
    // brandura
    //Meriti ( stander Eletric)
    Campo do Miguel Ângelo
    Esquina da maldita
    Ponto final do 340
    Lojinha do Celso….
    Onde vc fosse era amado ou odiado por morar na vp, uma coisa era certo: todos conheciam, muitos famosos aqui ( bem…..não é uma parte boa )

  23. Faltou citar Romario,Beth carvalho,Almir dos fevers ,Carlos Alberto Torres,famosos do bairro.só que senti uma pontinha de inveja da sua parte.Apesar de não ter o oceano tem um que de cidadezinha bucólica que só quem vive no bairro sabe dizer .E quano a ir a praia nada que um automóvel não resolva.

  24. Faltou falar do motoclube só de mulheres chamado Born To Ride Girls Group liderado pela presidenta Lizete. Fez por muitos anos o seu churrasco mensal ali pertinho da Oliveira Belo. Muita saudade.

  25. Somos uma Cooperativa de motoristas autônomos com veículos tipo vans especializados em transporte de passageiros para eventos diversos e turismo. Gostaríamos de anunciar neste espaço de vocês. E possível ?

  26. Faltou falar do Mello Tênis Clube. Clube tradicional da Vila da Penha, que descobriu vários talentos do futebol, entre eles: Rafinha, Welhigtom Silva, Vitinho e outras dezenas de atletas. Além disso, uma enorme contribuição que o clube oferece em termos sociais, culturais e esportivos.

  27. Pois é,né?Eu que não sou morador,e faço parte do time daqueles que dizem:MAS NÃO É TUDO A MESMA COISA?!VILA DA PENHA,PENHA CIRCULAR E PENHA???..RSRS…É uma espécie de Niterói x São Gonçalo.Só quem mora do outro lado da “poça”entende.
    Excelente matéria!Parabéns!

  28. Uma pequena observação. A praça da Cetel fica no Largo do Bicão, e a do Viseu na Praça do Carmo.
    Só a Praça da Rua Volta, é q fica na Vila da Penha.

    • João Antonio de Lima, aqui vai uma observação: Praça do Viseu é uma coisa, e fica na Vila da Penha; já a Praça do Carmo é outra completamente diferente, e fica na Penha Circular. São duas praças distintas, não tem nada a ver uma com a outra. Já em relação à Cetel, é uma praça que fica ”anexada” ao Largo do Bicão, que, por sua vez, é uma localidade dentro da Vila da Penha. Resumindo: a Praça da Cetel fica na Vila da Penha!

  29. Sou ex morador da vp é concordo com tudo o q foi colocado na reportagem. Vc captou muito bem o espírito do bairro. Parabéns!! Saudades da vp!!

  30. Olá! Kd o Mello Tênis Clube? Os saudosos bailes do Mello das antigas não podiam ficar de fora! Cresci em Irajá e depois fui morar na Penha e me identifiquei mto c a sua relação de “points” da VP?? Adorei! Só ficou faltando o Mello??
    Parabéns e obg pela matéria!
    Abç!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui