Candidatos a deputado da saúde no Rio de Janeiro em 2022

O Conselho Editorial do Rio de Janeiro escolheu Renata Souza (50007), estadual, e Daniel Soranz (5588), federal

Foto: Marco Antonio Rezende/Prefeitura do Rio

DIÁRIO DO RIO certamente é o veículo que dá maior atenção para a eleição ao legislativo. Foram mais de 50 entrevistas entre os candidatos a deputado (estaduais e federais). Entendemos que o eleitor tem grande dificuldade para encontrar em quem votar e não por acaso nosso Conselho Editorial fez duas listas: em quem votar para deputado federal no Rio de Janeiro em 2022 e em quem votar para deputado estadual no Rio de Janeiro em 2022.

Mas há dificuldades maiores, e há aqueles que prefiram votar por temas. Por isso, o Conselho Editorial do DIÁRIO DO RIO também elegeu algumas listas, com pautas específicas, sempre formadas por dois nomes, um para estadual e outro para federal.

Não precisa ser dito que a saúde pública salva vidas todos os dias. Somente por isso, que não é pouco, esse tema é o motivo de escolha de muitos eleitores. O Conselho Editorial do Rio de Janeiro escolheu Renata Souza (50007), estadual, e Daniel Soranz (5588), federal.

Renata não é uma política, imediatamente, associada à pauta da saúde. Contudo, durante a pandemia teve forte atuação no estado do Rio de Janeiro para amenizar os danos causados pela Covid-19. Soranz dispensa apresentações neste tema, pois foi secretário de saúde do munícipio por dois mandatos e meio.

Renata Souza (50007)

Deputada Renata Souza – Foto: Rafael Wallace

Renata atua na defesa dos Direitos Humanos há mais de 12 anos participando de movimentos sociais. Fez parte do mandato de Marcelo Freixo na ALERJ, integrando a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Com a eleição de Marielle Franco à Câmara Municipal do Rio de Janeiro em 2016, assumiu a chefia do gabinete do mandato.

Em 2018, Renata Souza foi eleita deputada estadual pelo PSOL, se tornando a mais votada da esquerda em todo o estado, com 63 mil votos. Na ALERJ, foi eleita a primeira mulher negra a presidir a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia.

Foi candidata pelo PSOL à prefeitura do Rio, nas eleições de 2020, com apoio do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e da Unidade Popular (UP).

Daniel Soranz (5588)

Daniel Soranz foi Secretário Municipal de Saúde da cidade do Rio de Janeiro de 2014 a 2016, na gestão do prefeito Eduardo Paes. Participou da criação do programa Saúde Presente, que elevou a cobertura de Saúde da Família na cidade de 3,5% para 70%, com a construção de 115 Clínicas da Família e a implantação de 1.280 equipes de Saúde da Família.

Durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, Daniel ficou responsável pela organização do sistema de saúde do município.

Quatro anos depois, Soranz reassumiu a Secretaria Municipal de Saúde do Rio com um desafio ainda maior: conduzir as ações de combate à pandemia da Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro.

Hoje, Daniel Soranz é candidato a deputado federal pelo PSD, partido do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Não entendi. Como indicar para votar na área da saúde alguém que vendeu a saúde do Rio para as OS? Que faz campanha em órgão público, sendo isso proibido? Ainda mais que todo mundo sabe que ele vai voltar a ser secretário.
    O ideal é ele não se eleger

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui