Cobertura dos sonhos no Rio pode custar até R$ 100 milhões

A venda de coberturas de alto luxo no Rio passa por valores a partir de R$ 35 milhões, mas elas podem chegar a preços ainda mais altos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Vista aérea da Praia de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro - Foto: Rafa Pereira/Diário do Rio

O mercado imobiliário do Rio segue muito aquecido e muitas coberturas de alto luxo estão à disposição de quem queira investir um valor alto para morar na Cidade Maravilhosa. A venda de coberturas de altíssimo nível passa por valores a partir de R$ 35 milhões, mas podem chegar a preços ainda mais altos. Os bairros mais procurados por estes milionários compradores são Ipanema, Leblon e Copacabana, mas há imóveis do mesmo tipo no Flamengo e até na Barra da Tijuca.

Henrique Martins, corretor responsável pelo anúncio da maior cobertura do Rio, que foi residência da tradicional família Guinle por anos, na Praia do Flamengo, e está à venda por R$ 59 milhões, destacou ao jornal “O Globo” que imóveis de alto luxo podem demorar até cinco anos para serem negociados.

Normalmente, o cliente de imóveis de alto padrão busca a localização, mas também a qualidade da construção do imóvel. Ele quer encontrar revestimentos de alto padrão, isso encanta o cliente. E obviamente vista para o mar, na grande maioria das vezes, é uma exigência básica. Tem que ter. Isso sem falar na segurança. Sempre perguntam como funciona, quem entra. São milionários que precisam de segurança“, disse.

Em 2019, o DIÁRIO foi o primeiro veículo do país a dar ampla divulgação à venda da cobertura do Flamengo, que hoje pertence à família do ex-magnata falecido José Fragoso Pires. Ao contrário do que disse o corretor, porém, o imóvel já está à venda há quase 12 anos. Na época, uma imobiliária anunciava a mega cobertura por mais de 100 milhões de reais, o que gerou polêmica.

Advertisement

Leia também

Rio terá observatórios para estudos climáticos; 1º será no Complexo do Alemão

Balão é ‘abatido’ antes de cair no Aeroporto do Galeão

Porém, os corretores garantem que o encalhe da cobertura do Flamengo não é o padrão, e que decorre de avaliação de preço que consideram equivocada. “Vender o luxo no Rio de Janeiro é altamente lucrativo, mas pra isso o preço da avaliação tem que estar correto. A avaliação errada gera uma falsa sensação de que o imóvel está à venda, pois ninguém vai pagar o dobro do que vale num mundo em que acessando a internet consegue-se comparar as coisas com um nível de acerto aceitável mesmo sem ser um especialista”, pontua Anderson Martins, gerente da Sergio Castro Imóveis no Leblon.

Anderson cita uma cobertura que considera única e que está à venda por sua empresa. Trata-se de uma imensa cobertura linear de 1000m2 na Vieira Souto, numa localização próxima ao tradicional Country Club, pela qual seu proprietário pede 100 milhões de reais. O imóvel tem mirante, piscina, é um varandão com imensa frente pro mar de Ipanema. O endereço, porém, Anderson se recusa a revelar: “nossos maiores clientes proíbem a divulgação de seus endereços, por questões de segurança”. O imóvel fica num prédio que tem alguns apartamentos por andar, mas a cobertura ocupa o espaço todo. O corretor garante que dá pra ver até a Lagoa.

Mas a imprensa carioca foi a campo e levantou mais alguns imóveis especiais que se encontram à venda no Rio, em busca de novos – e milionários – compradores. Não chegam aos incríveis 100 milhões de reais pedidos pela Sergio Castro no tal palacete suspenso da Vieira Souto, mas…”dão pro gasto”.


Confira mais 5 super coberturas que se encontram à venda no Rio:

Cobertura no Leblon – R$ 48 milhões

Com vista para o mar, um apartamento no Leblon com área útil de 714 metros quadrados; cinco quartos, sendo três suítes; e seis banheiros está à venda por R$ 48 milhões. Só o segundo andar tem uma área livre de 150 metros quadrados. O espaço externo conta com piscina, sauna e churrasqueira.

O valor do condomínio é de R$ 15 mil mensais e o IPTU sai a R$ 89 mil, por ano.

Cobertura em Copacabana – R$ 42 milhões

Com 600 metros quadrados, cinco suítes (todas com varanda e camas queen size), seis banheiros e piscina privativa, uma cobertura de luxo em Copacabana está orçada em R$ 42 milhões. O primeiro andar tem ampla sala de estar com varanda e vista para o Forte de Copacabana. Já o segundo andar tem uma suíte master e um terraço com vista panorâmica para o Pão de Açúcar até o Morro Dois Irmãos.

O condomínio sai a R$ 4.950, por mês. O apartamento é vendido pela Where in Rio.

Cobertura em Copacabana – R$ 40 milhões

Custando R$ 40 milhões, outra cobertura em Copacabana se destaca. Com vista de 360 graus para as praias de Copacabana e Ipanema, Cristo Redentor, Pedra da Gávea e o Morro Dois Irmãos, ela conta com 900 metros quadrados com três quartos, uma suíte master com banheira de hidromassagem, closet e acesso a varanda. O segundo piso tem um bar, uma sala de estar e outros espaços, todos com acesso ao terraço, que possui piscina, sauna e projeto de paisagismo.

O condomínio sai a R$ 5 mil. O apartamento é vendido pela Where in Rio e por Henrique Martins.

Cobertura na Lagoa – R$ 40 milhões

Também por R$ 40 milhões, uma cobertura na Lagoa com superfície total de 730 metros quadrados conta com integrado com uma cozinha ao estilo americano, além de um terraço com vista panorâmica para a Lagoa. No segundo piso, há outra sala de estar, com canto de televisão e dois terraços. São quatro suítes, uma delas sendo a master.

A cobertura foi reformada há menos um ano, com projeto do arquiteto francês Bruno Raymond. O custo do condomínio é de R$ 3.850, ao mês. O apartamento é vendido pela Where in Rio.

Cobertura em Copacabana – R$ 35 milhões

Também em Copacabana, uma cobertura triplex na Avenida Atlântica está avaliada em R$ 35 milhões. Com 1.500 metros quadrados, ela fica no Edifício Albion. O apartamento tem nove banheiros, com ferragens torneadas em dourado e cromadas, e três vagas de garagem com abrigo militar feito na época da guerra. O apartamento tem vista para Pão de Açúcar, Praia de Copacabana, Ilhas Cagarras e Forte de Copacabana.

O condomínio custa R$ 7 mil mensais.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Cobertura dos sonhos no Rio pode custar até R$ 100 milhões

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. Gostei da matéria. “Programa habitacional” piada de alguém com comentário idiota abaixo. O imóvel tem dono, não é imóvel ocioso, pertence a uma das famílias mais tradicionais do Brasil. Eles estão certíssimos em deixar o apartamento fechado, claro, até aparecer quem compre, e vai aparecer.
    Não consigo imaginar a pobralhada morando lá kkkkk só pode ser piada “programa habitacional”
    Antes que eu esqueça: vai aparecer algum imbecil com o argumento “se vc é negra mesmo blá blá blá”

  2. 5 anos o imóvel à venda e nenhum comprador hein. Não querem diminuir o preço. E o imóvel fica ocioso.
    Deveria ser expropriado (muito além de desapropriar) e colocado para o programa habitacional.

  3. Boa matéria Larissa!
    Pelo menos uma em que a pobretada se recolhe à própria insignificância até porque eles não tem o que comentar mesmo! Por mais matérias assim!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui