Com mensalidade de R$ 1,2 mil, Porto do Rio pode ganhar ‘mini Escola Americana’

A ideia é inaugurar a unidade de ensino para os novos moradores da região em 2025

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Vista Guanabara, no Porto Maravilha, região que atrai cada vez mais empresas/ Reprodução

De olho no aumento de pessoas escolhendo o Centro do Rio como moradia, a Gamut Education, grupo criado por dois dos mais antigos executivos da Escola Americana do Rio, pretende abrir um colégio nos mesmos moldes na região. A ideia é ter uma unidade educacional em um formato mais compacto e acessível, com mensalidades de R$ 1,2 mil, no bairro do Santo Cristo, área central da cidade.

O DIÁRIO DO RIO tem mostrado com frequência os projetos imobiliários que construtoras como a Cury tem entregado para mais de 15 mil pessoas nos próximos anos. Um desses empreendimentos residenciais no Centro do Rio, vendeu 95% de suas unidades em apenas 6 horas, no fim de novembro.

Segundo informou o jornal O Globo, o Gamut alugou recentemente o prédio no número 213 da Rua Santo Cristo, no entorno da principal praça do bairro e a poucos metros da Fábrica Bhering e do futuro campus do Impa Tech no hub Porto Maravalley. O negócio foi fechado pela Sérgio Castro Imóveis. O objetivo do grupo é revitalizar o imóvel ao longo do próximo ano e abrir a escola para os estudantes em 2025. A propriedade pertence à Mitra Arquiepiscopal, que administra o patrimônio imobiliário da Igreja Católica.

Ainda sem nome oficial, a instituição terá capacidade para receber 240 crianças do ensino infantil ao fundamental 1 (alunos de até 10 anos, em média) em período integral. A mensalidade média estimada para o período das 8h às 15h será de R$ 1,2 mil. A expectativa é que a nova escola do Porto do Rio tenha 12 salas de aula e, pelo menos, 20 professores.  

Advertisement

No Rio, o grupo Gamut também está prestes a abrir as portas do Rio Learning Studio, de currículo em inglês e voltado para crianças de 1 a 5 anos no Jardim Botânico, Zona Sul. O plano é atrair no máximo 80 alunos a partir de fevereiro, com mensalidades de R$ 2,9 mil a R$ 3,9 mil.

Os dois projetos no Rio são independentes entre si. No Jardim Botânico, o preço será similar ao de outras escolas da Zona Sul do Rio, mas bem menores que os praticados pela Escola Americana, embora os currículos sejam semelhantes. 

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Com mensalidade de R$ 1,2 mil, Porto do Rio pode ganhar 'mini Escola Americana'
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui