Ex-secretário de educação, Pedro Fernandes é preso na Barra da Tijuca

Pedro Fernandes apresentou um exame positivo para Covid-19, convertendo sua prisão temporária em domiciliar; MPRJ alega, no entanto, que a quarentena dele já passou

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Pedro Fernandes (Foto: Reprodução)

O ex-secretário de educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, foi preso na manhã desta quarta-feira (30/09) em casa, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. Ele é um dos investigados da operação Catarata, realizada no último dia 11 de setembro, e não foi conduzido a uma unidade prisional na data da ação pois apresentou teste positivo para o novo Coronavírus

Em nota, porém, O Ministério Público (MPRJ) afirma que o exame de Covid-19 havia sido feito no dia 6, com resultado no dia 8. “O prazo de 14 dias de quarentena passou, e Pedro continuou em sua casa“.

A juíza Ana Helena Motta Valle, da 26ª Vara Criminal, atendeu a um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e revogou a prisão domiciliar do ex-secretário.

Advertisement

Ana Helena havia expedido as ordens de prisão da Catarata 2, a ex-deputada Cristiane Brasil também foi presa.

De acordo com MPRJ, Pedro Fernandes e Cristiane Brasil “implementaram e geriram um verdadeiro esquema criminoso que alimentava o desvio de verbas públicas destinadas a pessoas de baixa renda e a idosos”.

O MPRJ e a Polícia Civil afirmam que o esquema pode ter desviado R$ 30 milhões dos cofres públicos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ex-secretário de educação, Pedro Fernandes é preso na Barra da Tijuca
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui